Blog O Viral
O Viral

Se tem um repórter que não vive sem pauta, é o Viral. De notícias curiosas às novidades do seu seriado ou filme favorito, tá tudo aqui.

VER PERFIL
sem sono

No Japão, homem afirma dormir apenas 30 minutos por dia; veja motivo e rotina

Daisuke Hori, de 36 anos, diz que ficar acordado durante 16 horas é insuficiente

Raianne Romão
Raianne Romão
Publicado em 20/09/2021 às 14:34
Notícia
Reprodução
Daisuke Hori tem 36 anos e diz dormir apenas meia hora por dia - FOTO: Reprodução
Leitura:

Se para muita gente, dormir oito horas por noite parece pouco, imagina trinta minutos? Esse é o caso de um japonês está repercutindo nas redes sociais após aparecer em um programa de TV afirmando que dorme apenas meia hora por dia. Não, você não leu errado.

De acordo com o portal IG, Daisuke Hori, 36, tem essa mesma rotina há 12 anos e é presidente da Associação de Sono Curto do Japão. Para provar o feito, o japonês permitiu que uma equipe de TV gravasse sua rotina por três dias.

Como funciona a rotina de Daiasuke?

Durante os três dias, o japonês provou que falava a verdade. Em um deles, Daisuke Hori dormiu apenas 26 minutos e se acordou sem despertador. No primeiro dia de gravação, acordou às 8h e recheou o dia com leituras, exercícios e uma confraternização. No dia seguinte, ao se levantar, foi surfar, ainda de madrugada, com amigos que também dormem pouco.

Durante a entrevista, ele disse que não achava suficiente passar 16 horas acordado. Hoje, ele diz se sentir mais produtivo e não vê problemas em dormir pouco. 

Cristiano Ronaldo também tem rotina de sono diferente


O jornal O Estado de São Paulo publicou reportagem na qual explica a rotina de sono do jogador português Cristiano Ronaldo. De acordo com a apuração, o craque faz cinco rodadas de "cochilo" com 90 minutos cada. Ele aprendeu a técnica com o "guru do sono", Nick Littlehales. Já pensasse?

 

Médicos afirmam que dormir mais é importante


Em contrapartida, médicos afirmam que o ser humano deve dormir entre 6 e 9 horas por dia. Do contrário, pode sentir efeitos negativos no peso, equilíbrio emocional e memória, entre outros fatores.

Além disso, uma noite com poucas horas de sono podem causar em dores de cabeça e crises de enxaquecas, assim como problemas de visão, que dificultam tarefas simples do dia, de acordo com a  Fundação Sanepar de Assistência Social. Como se tudo isso não bastasse, o hábito aumenta riscos de infarto e AVC, afirma um estudo do Centro Nacional de Pesquisa Cardiovascular em Madri, Espanha.

*Com informações da Rádio Jornal Pernambuco

Comentários

Últimas notícias