Blog O Viral
O Viral

Se tem um repórter que não vive sem pauta, é o Viral. De notícias curiosas às novidades do seu seriado ou filme favorito, tá tudo aqui.

VER PERFIL
Nova Variante

Saiba o motivo da OMS ter "pulado" duas letras do alfabeto grego para nomear a nova variante do Covid-19

A nova variante deveria ter se chamado "Nu", mas acabou sendo nomeada como "Ômicron"

Maria Luísa Fernandes
Maria Luísa Fernandes
Publicado em 01/12/2021 às 11:43 | Atualizado em 01/12/2021 às 11:43
Reprodução/Pixabay
Nova variante é nomeada como "ômicron" - FOTO: Reprodução/Pixabay
Leitura:

Para evitar qualquer tipo de preconceito e estigmatização, a Organização Mundial da Saúde (OMS) deixou de nomear as novas variantes do Covid-19 com o nome do país em que elas surgiram, e passou a fazer utilizações de letras do alfabeto grego. No caso da nova variante do vírus que surgiu recentemente, inicialmente, ela deveria ter se chamado "Nu", mas acabou sendo nomeada como "Ômicron". 

A letra "Nu" fica localizada em 13° no alfabeto grego, enquanto "Xi" é a 14°. Mas a OMS acabou pulando essas duas letras para utilizar a "Ômicron", que se encontra na 15° posição no alfabeto. 

Motivo da nomeação "Ômicron"

A OMS pulou as duas letras pelo mesmo motivo em que acabou adotando o alfabeto grego. Eles queriam evitar estigmatização, confusão e também preconceitos. A letra "Nu", tem a sua pronúncia facilmente confundida com a palavra "new", que significa "novo" em inglês. Isso significa que, em inglês, a palavra poderia ser confundida como "variante nova".

Praticamente a mesma coisa aconteceu com a palavra "Xi". Essa palavra é um sobrenome bastante comum em alguns países, principalmente na China. Inclusive, é o próprio sobrenome do presidente do país asiático, chamado Xi Jinping. 

"As melhores práticas da OMS para nomear novas doenças sugerem evitar ofender quaisquer grupos culturais, sociais, nacionais, regionais, profissionais ou étnicos", explicou o órgão. 

Palavras do alfabeto grego evita preconceitos

A China chegou a sofrer bastante preconceito com especulações sobre a real origem do vírus da Covid-19. A versão que foi mais aceita é de que o vírus surgiu através de um animal, que acabou transmitindo para os humanos em um mercado de animais silvestres, localizado na cidade chinesa Wuhan.

Mas apesar dessa versão, outras teorias foram criadas. Uma delas aponta que o vírus teria sido criado em um laboratório e seria uma espécie de "arma biológica" desenvolvida pelo próprio governo Chinês. É por esse motivo que se torna completamente compreensível que a OMS queira evitar qualquer polêmica de ter uma nova variante com o nome parecido ao do presidente da China. 

Caso surja realmente outras novas variantes o vírus, a OMS já está com nove opções para nomeá-las como: pi, rho, sigma, tau, upsilon, phi, khi, psi e ômega. Mas é claro que a OMS se encontra na torcida para que não surja nenhuma outra variante.  

Informações: Olhar Digital.

Comentários

Últimas notícias