07
abr

Ayrton Montarroyos lança álbum de estreia na Internet

07 / abr
Publicado por José Teles às 10:12

1491569774b5a04e592255b029ac5e1b8f3bb7224b

Circulando, desde o inicio da madrugada de hoje, nas plataformas de música na web, o disco de estreia de Ayrton Montarroyos, que ficou conhecido nacionalmente numa das edições do programa The Voice Brasil, da TV Globo. Já com a carreira encaminhada antes de aparecer na televisão, trafegando na contramão do popularesco de ocasião, Ayrton Montarroyos é dotado de talento e originalidade suficientes para escapar ao estigma que o programa agrega a quem dele faz parte.

Irá se distanciar ainda mais com este álbum, que tem seu nome por título. O disco conta um time impecável de arranjadores, quase todos pernambucanos, Arthur Verocai, Diogo Strauz, Yuri Queiroga, Vitor Araújo, Zé Manoel, Vinícius Sarmento e Rovilson Pascoal, que também assina a direção musical. A produção é do paulista Thiago Marques Luiz, que pode ser considerado o descobridor de Ayrton, que incluiu o cantor, ainda adolescente, em dois discos tributos que produziu para celebrar os centenários de Luiz Gonzaga (2012) e Herivelto Martins (2013).

Ayrton Montarroyos (que viabilizou o disco com um patrocinado pela Coopergás) não é de optar pelo caminho das pedras. No repertório não tem obviedades. Ele gravou Caetano Veloso, mas uma escolha nada óbvia, Não me Arrependo, de (2006), também Zeca Pagodinho e Arlindo Cruz e Sombrinha (Alto Lá), que faz soar como um samba­canção inédito, com a cumplicidade do piano de Vitor Araújo. Incursiona por Cartola, um dos seus ídolos, com Sejas Bem Feliz, com um inovador arranjo de Yuri Queiroga.

O primeiro single, Então, é de Tiné, da Orquestra Contemporânea de Olinda. O disco tem inéditas de Lula Queiroga (Portão), e Zeca Baleiro (A Porta do Edifício). Acostumado a cantar, em shows solo no Recife, Chico Buarque, Dominguinhos, ou pinçar sambas-­canções da obra de Dalva de Oliveira, Ayrton Montarroyos enfatiza conterrâneos contemporâneos, entre eles, Graxa (Tudo Em Volta de Mim Vira Um Vão) e Zé Manoel (Tu Não Sabias).

Embora também seja compositor, Montarroyos é basicamente cantor. Contam-se nos dedos cantores no Brasil. Desde que surgiu o que se convencionou chamar de MPB, os autores passaram a interpretar suas próprias músicas. Ayrton canta, interpreta e deixa sua marca no que grava. Ou, como escreveu o DJ Zé Pedro, da gravadora Joia Moderna:  “Ayrton poderia cair na esparrela de soar retrô e cafona, armadilha natural de quem tanto ama o passado mas ao contrário, fez um disco avante, cheio de novos compositores, regravações inesperadas e arranjadores geniais … Nasce um grande cantor no Brasil”.

Para escutar Ayrton Montarroyos:


Veja também