31
out

Djavan lança segundo single de Vesúvio

31 / out
Publicado por José Teles às 17:52

Cedo ou Tarde, música que Djavan antecipou, hoje, 31 de outubro, do álbum de inéditas Vesúvio (Luanda Records/Sony Music), que lança dia 23 de novembro. O primeiro single do disco, Solitude, chegou às plataformas digitais em setembro. “Azul/Vem dos lados/De anil/Veio assim, nem me viu,/Mal passou por aqui/Aqui/Cedo ou tarde/É quando?/Antes eu me mando/Deixo o […]

VER MAIS
28
out

Revolution – Conto

28 / out
Publicado por José Teles às 22:02

You say you want a revolution/well, we all want to change the world”, murmurava os versos de Revolution, a nova música dos Beatles que tocava no rádio,enquanto segurava a mão da menina. Subíamos a avenida rumo à pracinha. Provavelmente só eu ali cantava Revolution, o coro inteiro entoava “Caminhando e cantando e seguindo a canção/somos […]

VER MAIS
07
out

The Fool on the Hill – Conto

07 / out
Publicado por José Teles às 20:05

(foto: Ricardo Labastier) Do alto desta torre mil outras torres me contemplam Dayafterdayaloneonahillamanwiththe foolishgriniskeepingperfectly still tem quantos dias que não saio desta sala não sei as ideias pensamentos lembranças embaralham-se na cabeça good morninggoodmorningnothingtodo tosavehislifecallhiswifein o sol foi surgindo aos poucos não há como me salvar a vida nem que a vaca tussa mas devo […]

VER MAIS
01
out

Charles Aznavour, a voz feia encantadora – entrevista

01 / out
Publicado por José Teles às 12:54

Charles Aznavour, aos 33 anos, em 1957

Charles Aznavour, mito da canção francesa, cuja morte foi anunciada, aos 94 anos, foi um dos últimos grandes cantores de uma geração que tem como último remenascente o ítalo-americano Tony Bennett, de 92 anos. A canção francesa é farta em astros de renome mundial a exemplo de Yves Montand, Charles Trenet, Jean Sablon. Jacques Brel, […]

VER MAIS
30
set

I Want to Hold Your Hand – Conto

30 / set
Publicado por José Teles às 20:50

A gente lanchava numa Subway. Eu ia dando uma mordida no sanduíche de frango com catupiry , quando ela pediu para que não comesse naquela instante. Precisava me dizer uma coisa. Recoloquei o sanduba no prato, a boca cheia d’água. “Te amo. Foi uma coisa, assim, que bateu, tá ligado? É o teu jeito de […]

VER MAIS