Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Presidente do Santa Cruz lamenta morte de torcedor e diz que clube é vítima da violência

Ramon Andrade
Ramon Andrade
Publicado em 03/05/2014 às 10:49
Leitura:

antonio_luiz_neto

Antônio Luiz Neto diz que o Santa Cruz não pode ser responsabilizado pela morte que aconteceu na noite da sexta-feira, após a partida contra o Paraná

24 de abril de 2014, quinta-feira.

Um grupo de "torcedores" do Santa Cruz invade o Arruda para causar tumulto e quebra-quebra nos vestiários do futebol profissional. Alguns profissionais de imprensa foram atacados. A entrada desses "torcedores" aconteceu de uma maneira calma, sem a menor resistência dos funcionários do clube. Depois que a situação foi contornada, as portas do Arruda foram abertas para que os "torcedores" fossem assistir ao treino da equipe que se preparava para enfrentar a Portuguesa.

02 de maio de 2014, sexta-feira.

Debaixo de muita chuva os jogadores do Santa Cruz se esforçaram o máximo para vencer o Paraná no encharcado gramado do Arruda. Mas não conseguiram e ficaram apenas no empate em 1x1. O luta do time poderia ser o assunto da noite se não ocorresse um fato absurdo, surreal. Um torcedor entrou no banheiro do estádio e, sem que fosse importunado por ninguém (não havia funcionário e muito menos segurança), arrancou a privada do banheiro e arremessou do alto da arquibancada até o chão, acertando o torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, que morreu na hora.

A sequência de fatos lamentáveis que ocorreram no Arruda está se tornando uma rotina no mundo do futebol. E pior, tudo acontece diante das autoridades e dirigentes dos clubes. Mesmo assim, o presidente do Santa Cruz, Antônio Luiz Neto, em entrevista ao Blog do Torcedor, afirma que o clube coral tem sido vítima da violência dos criminosos que circulam no mundo da bola.

LEIA MAIS:

> Homem é atingido por privada e morre após Santa Cruz x Paraná

> Chuva prejudica, Santa Cruz fica no 1x1 com o Paraná e empata mais uma vez na Série B

> Sérgio Guedes acredita que Santa Cruz foi o maior prejudicado pelo campo pesado do Arruda

> SDS responsabiliza o Santa Cruz por morte de torcedor após partida contra o Paraná

> CBF suspende estádio do Arruda após morte de torcedor

> FPF emite nota de pesar pela morte de torcedor no Arruda

> Autoridades devem vestir a carapuça e buscar o fim da violência no futebol

> Até quando o futebol pernambucano vai perder de goleada para a violência nos estádios?

> Morte de torcedor expõe caos no IML

> Matou meu filho e me matou, lamenta mãe de torcedor morto no Arruda

> Dom Fernando Saburido divulga mensagem de repúdio à violência nos estádios

> Torcedor é detido para esclarecimentos após postagem nas redes sociais

> Santa Cruz vai recorrer da decisão de suspensão do Arruda

> Imprensa internacional repercute tragédia do Arruda

"Acho um absurdo querer colocar nos dirigentes dos clubes e das federações. Na partida contra o Paraná, fizemos todo o nosso trabalho da maneira correta. A Polícia Militar também. A PM retirou a torcida do Santa Cruz primeiro, esperou 15 minutos para, em  seguida, retirar a do Paraná. Tudo já estava encerrado, mas acontece um episódio desse. O que precisamos fazer é um trabalho mais amplo, um trabalho investigativo mais preciso, uma ação preventiva mais ampliada", declarou o mandatário coral.

Antônio Luiz Neto lamentou a morte do torcedor. Disse que está indignado com o fato de a violência crescendo no mundo futebol, que deveria ser de alegria. E  garante que o Santa Cruz não vem dando apoio aos torcedores organizados. "Não damos ingressos para esses torcedores, não cedemos espaços no clube para que eles guardem seus equipamentos e muito menos pagamos passagens para eles viajarem. Mas a gente não deve focar apenas nas organizadas. Até porque elas estão proibidas de entrarem nos estádios e a violência continua.  Como é que pode? Temos uma polícia de qualidade, então o que precisamos é investigar, julgar e prender os bandidos. Se tem quadrilha nas organizadas, que seja desmembrada e os integrantes, presos", declarou.

O presidente coral revela que prestou queixa na delegacia de Água Fria e também na delegacia do Juizado do Torcedor. Antônio Luiz Neto teme que a violência ganhe ainda mais espaço no futebol pernambucano. "Os fatos estão ocorrendo na Ilha do Retiro e também na Arena Pernambuco. Não podemos aceitar. Temos que trabalhar com a verdade. E isso só pode ser atingido através de uma investigação bem apurada", afirmou.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SANTA CRUZ

Últimas notícias