Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

Técnico do Náutico afirma que jogo contra o América "sai da rota"

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 16/01/2018 às 18:25
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Depois de see garantir na fase de grupos da Copa do Nordeste 2018, o Náutico viu seu calendário apertar, principalmente neste início para valer de temporada. Nesta quarta-feira (17), o Timbu recebe o Altos-PI pela primeira rodada do regional. Dois dias depois estreia no Campeonato Pernambucano, com a segunda rodada logo no domingo (21). De acordo com o técnico alvirrubro Roberto Fernandes, apenas o jogo contra o América, na sexta-feira (19) foge da rota comum e deve ter um time diferente do que o visto na classificatória do Nordestão.

"Jogar quarta, domingo, quarta domingo, já é uma coisa normal. Esse da sexta sai um pouco do contexto. Existem duas questões a respeito dele. Primeiro uma questão legal e a outra uma questão de própria capacidade de condição dos atletas. Em conversa ontem (segunda-feira, 15) com a Federação (Pernambucana de Futebol - FPF), fui informado de que o atleta não pode jogar. A não ser que ele queira jogar e se responsabilize", explicou o treinador alvirrubro.

LEIA MAIS:

Técnico afirma que Thiago Cunha dificilmente segue no Náutico

Medina admite falta de entrosamento no Náutico, mas projeta evolução

Conselho Deliberativo do Náutico aprova orçamento 2018

Roberto afirmou que o tempo ideal recomendado para o intervalo entre jogos é de 72 horas no futebol. Entre a partida contra o Altos e a do América, são 49 horas. Ele comparou com as intensidades de outros esportes, como vôlei e basquete. No primeiro, é possível jogar vários dias seguidos. O segundo tem outro tipo de demanda. "Cada esporte demanda um desgaste físico. E o futebol é uma distância e uma variação contínua de corrida muito diferente", emendou.

Assim, o técnico sente seu direito a escalar o time tolhido, já que legalmente nenhum jogador pode entrar em campo. Segundo ele, é preciso que o atleta assine um atestado de próprio punho dizendo que quer jogar e correr o risco. "Diante do Altos vamos seguir o planejamento e o jogo da sexta-feira, vamos sentar, analisar, ver o nível de desgaste dos atletas, ver aqueles, que se por acaso não tiver dentro de alguns testes e avaliações tiverem com risco de lesão, e outros que nem tenham esse risco, mas que ainda não se sintam recuperados", disse.

Por causa disso, a primeira ideia de Roberto, de repetir o time até o quinto ou sexto jogo, no clássico com o Sport, pelo menos, para dar sequência e entrosamento, pode não acontecer. "Mas esse jogo da sexta-feira sai da rota e a gente vai ter que analisar na quinta-feira, na reapresentação para voltar a conversar com os caras no dia do jogo para ver que caminho vamos tomar diante do América na estreia do estadual", concluiu o comandante alvirrubro.

Confira o calendário inicial do Náutico:

17 de janeiro - quarta-feira - Náutico x Altos-PI - 19h - Copa do Nordeste

19 de janeiro - sexta-feira - Náutico x América - 20h - Pernambucano

21 de janeiro - domingo - Central x Náutico - 16h - Pernambucano

24 de janeiro - quarta-feira - Náutico x Sport - 21h30 - Pernambucano

28 de janeiro - domingo - Vitória x Náutico - 16h - Pernambucano

31 de janeiro - quarta-feira - Cordino x Náutico - 20h30 - Copa do Brasil

Últimas notícias