Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Fifa revela áudio do VAR no gol da Suíça contra o Brasil: 'Empurrão muito leve'

Maria Lua Ribeiro
Maria Lua Ribeiro
Publicado em 29/06/2018 às 12:51
Durante a partida entre Brasil e Suíça, desenvolvimento dos países foi pauta nas redes sociais. Foto: AFP
Durante a partida entre Brasil e Suíça, desenvolvimento dos países foi pauta nas redes sociais. Foto: AFP
Leitura:

Estadão Conteúdo

Depois de se recusar a dar o áudio e vídeo para a CBF referente à comunicação entre o árbitro e a cabine do VAR, a Fifa revelou nesta sexta-feira (28), em uma coletiva de imprensa, todas as informações que levaram a arbitragem a validar o gol da Suíça contra o Brasil, na estreia das equipes na Copa do Mundo.

A Fifa explicou que não liberou antes o vídeo do gol da Suíça, como pediu a CBF, por considerar que não era "adequado" dar a informação durante a primeira fase. No áudio, os técnicos na cabine do VAR avaliam a imagem do gol de empate e concluem que o toque sofrido por Miranda foi "um empurrão muito leve".

LEIA MAIS:

Copa já teve 2,7 mil testes de doping e nenhum caso positivo, diz a Fifa

Volante do Senegal viu o gol de Mina de ‘camarote’. Entenda

O gol representou o empate da Suíça e levou a CBF a se queixar oficialmente junto à Fifa diante do fato de que o processo de verificação das imagens não teria sido bem conduzido. "Gol controlado", afirmou a cabine ao juiz da partida.

De acordo com o chefe da arbitragem da Fifa, Pierluigi Collina, não houve inicialmente um questionamento por parte dos jogadores "Isso só ocorreu quando o replay do lance foi mostrado no telão do estádio", disse. "Só então que os jogadores criticaram", disse.

Para ele, não se deve descartar que, no futuro, o público no estádio saiba como uma decisão foi tomada, assim como ocorre em outros esportes que já usam a tecnologia. "Mas estamos ainda andando. Antes de correr, precisamos aprender a caminhar", disse

Collina disse que o VAR acertou 99,3% dos casos. No total, o VAR avaliou 335 lances durante a primeira fase, uma média de 6,9 por jogo. "Ainda não estamos 100%", admitiu.

Por fim, o chefe de arbitragem informou que houve uma correção no comportamento dos árbitros depois da primeira rodada. Mas, ainda assim, defendeu o sistema. "O contato não significa falta. Isso não é futebol", disse Colina.

Últimas notícias