Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

'Conchinha' com a taça, renovação e 'Aerotimba', técnico do Náutico conta detalhes do título

Diego Borges
Diego Borges
Publicado em 07/10/2019 às 12:58
Diógenes e Dal Pozzo comemoram título da Série C. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Diógenes e Dal Pozzo comemoram título da Série C. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Se a conquista do Náutico com acesso e título de Campeão Brasileiro da Série C fosse definida em uma única palavra, o termo 'merecimento' seria uma ótima escolha. Não apenas por validar o esforço do clube, desde o planejamento da temporada na gestão, até a entrega cotidiana dos atletas, em treinamentos e, claro, partidas decisivas. Mas o principal responsável por introduzir a expressão 'merecimento' no vocabulário cotidiano alvirrubro se chama Gilmar dal Pozzo.

>>> Confira hotsite especial do título do Náutico

O treinador foi entrevistado ao vivo pelo repórter João Victor Amorim no TV Jornal Meio Dia, e contou detalhes sobre a conquista da Série C e sobre a carreira no futebol brasileiro, e revelou ainda que fez questão de passar a primeira noite de sono como campeão nacional ao lado da taça.

MAIS CONTEÚDO

Baixe o pôster de Náutico campeão da Série C

O dia para ficar guardado na memória da torcida do Náutico

[Vídeo] Assista à narração de Aroldo Costa do gol do título do Náutico

Ouça os gols da partida em que o Náutico conquistou o inédito título nacional

"(Dormi) feliz e bem acompanhado. Dormi 'de conchinha' com ela. Não soltei um momento e dormi a noite toda. Acordar com a sensação de dever cumprido. Conquista, medalha troféu, poder entrar na história do clube. É felicidade total."

ASSISTA À ENTREVISTA

A CAMINHADA

"Da maneira como foi, com muita dedicação, e quando é dessa maneira, com merecimento, valoriza mais ainda o trabalho do dia a dia. A Série C é um campeonato difícil, então tivemos dificuldades no início da fase classificatória e fomos nos consolidando. O mais importante era chegar com uma equipe preparada no mata-mata e conseguimos. O acesso contra o Paysandu, com dois jogos difíceis, e da maneira como foi. Depois contra o Juventude, que para mim é uma das melhores equipes desta Série C, e por fim fechamos com chave de ouro contra o Sampaio, fazendo um resultado bom em casa e o 2x2 ontem."

REFORÇOS DA TEMPORADA

"O planejamento foi bem feito. Quando eu cheguei no Náutico, fiquei 20 dias no CT para buscar os reforços e eles tinham que ser pontuais. Por exemplo, precisávamos de um lateral-esquerdo, que estávamos jogando com Josa improvisado. A gente foi no mercado e trouxe o Willian (Simões), que estava no interior do Paraná, veio e foi muito bem. O Próprio Eric (Daltro), que era da posição, aí perdemos o Bruno, que foi para Portugal, e a reposição do Jefferson, que consolidou a boa campanha. Depois Paulinho, Álvaro e Jean Carlos. Eram contratações pontuais, porque tínhamos que trazer qualidade e a gente teve um acerto de quase 100% nessas contratações. Juntamente com os jogadores que estavam no clube, conseguimos o objetivo maior, que foi a conquista."

LIGAÇÕES: FAMÍLIA E TITE

"Foram várias. Eu procurei selecionar por conta do tempo, porque eu também tinha que me dar ao direito de comemorar, de extravasar. Dei muita atenção para a minha família, a minha esposa em Recife e as filhas em Florianópolis. O Tite me mandou uma mensagem e ele sabe que é um momento especial. Como estratégia, a gente espera cinco a seis dias depois do sucesso e depois do fracasso também. É leitura do técnico, porque só o tempo vai falar sobre como se recuperar de um fracasso ou a ressaca de um sucesso. Depois vou falar com ele (Tite), até porque está com a seleção e as outros amigos e pessoas mais distantes, a gente vai ter oportunidade de atender a todos."

RENOVAÇÃO CONTRATUAL

Com o título, a renovação de contrato que já era iminente desde a conquista do acesso à Série B agora se tornou questão de tempo. "Falta muito pouco. Numa próxima conversa, que deve acontecer esta semana, a gente define o planejamento do ano que vem. Entendo que esse é o momento mais importante do clube, onde vai definir o planejamento estratégico, com Estadual, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e O campeonato Brasileiro", revelou Dal Pozzo.

VOTE NA ENQUETE

'AEROTIMBA' E AFLITOS

A festa do Náutico pela conquista do Campeonato Brasileiro não tem hora para acabar, com a chegada da delegação alvirrubra ao Recife prevista para as 23h30. Apesar do horário avançado, o treinador convoca a torcida para comparecer em bom número para transformar o Aeroporto Internacional dos Guararapes em 'Aerotimba'.

"Já foi bom aqui ontem (em São Luís/MA) no contato com torcida. Nós vibramos juntos. Estou imaginando as pessoas no aeroporto. Num horário bem tarde, mas acredito que vale a pena ir, porque nós temos que comemorar. Foi uma conquista suada, que valorizou muito o trabalho e o nosso torcedor", disse Dal Pozzo, antes de ressaltar elementos fundamentais para o título.

"A importância de voltar aos Aflitos, que foi determinante, por exemplo, para vencer o Sampaio em casa por 3x1, e o torcedor, que nos ajudou contra o Paysandu e o Juventude também, assim como na fase classificatória. O torcedor tem que comemorar e, obviamente, nós também" completou.

LEIA MAIS

Náutico: Álvaro, de criticado a artilheiro dos jogos decisivos

Torcedor do Náutico dá volta olímpica de bicicleta após título da Série C

Base alvirrubra gerando frutos financeiros ao Náutico

Diego volta a ser “repórter-jogador” da Rádio Jornal em comemoração do Náutico

PLANEJAMENTO 2020

"Agora a gente faz um outro planejamento, com muito mais calma. Em cinco meses de trabalho, a gente identificou que entre esses atletas, de 60% a 70% merecem ficar, pela meritocracia, pelo que apresentaram. É normal que alguns saiam, mas aí a gente vai trazer qualidade já para o início das competições. Um planejamento estratégico, mas isso a gente deve fazer a partir da renovação de contrato, que deve acontecer nesta semana."

SUPERANDO O CEARÁ

"Vale a pena e ficar uma semana sem dormir. Depois a gente recupera. Temos que viver intensamente. É um momento único na minha carreira, do clube também e da torcida. Estou muito feliz em resgatar a minha carreira. Depois das conquistas boas da Chapecoense, tive alguns problemas, inclusive no Ceará. Me marcou muito. Me contrataram no final de dezembro de 2017, viajei para Fortaleza e foi na semana em que houve o acidente da Chapeconese, onde eu perdi 22 amigos, do presidente ao Bruno Rangel. Perdi muita gente naquela tragédia. Fiquei dias dias em Chapecó-SC, voltei para Fortaleza e fizemos um planejamento. No ano seguinte, o Ceará subiu e não teve um reconhecimento. Fui mandado embora de uma maneira mais cruel que pode acontecer no futebol, por bandidos, por marginais, inclusive armados no aeroporto. Me botaram para fora do clube sem nenhum tipo de proteção e depois recebendo ameaças também, e sem poder fazer um B.O. (boletim de ocorrências).

"Aquele ano foi muito triste, muito difícil para mim. Estou falando agora depois de um tempo, porque nós precisamos ter uma proteção e um respeito maior. E quando eu falo de torcida, foi meia dúzia. Não é a torcida que representa o Ceará. Tive dificuldades daquele ano para retomar a minha carreira também, e o Náutico me abriu as portas. Sei do meu potencial, da minha preparação e entendo que só foi o início de um ciclo. E não acabou aqui. A gente vai ter muitas vitórias no ano que vem também", prometeu.

FAMÍLIA NÁUTICO

"Faz parte desse processo. Falo disso porque a gente valoriza muito a família. E se eu falo no vestiário sobre família, a gente tem que ser exemplo. Hoje o Náutico é uma família no vestiário, na figura do técnico, dessa diretoria que vem fazendo um trabalho excepcional, e o torcedor compra essa ideia. É realmente a família do Náutico. É por isso que veio esse sucesso."

Confira Náutico x Sampaio Corrêa pelas lentes da JC Imagem

Confira imagens da torcida do Náutico nos Aflitos

Jogadores do Náutico falam a quem duvidou da equipe após título

Filho, somos campeões

Últimas notícias