Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Náutico: Álvaro, de criticado a artilheiro dos jogos decisivos

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 07/10/2019 às 8:31
Álvaro sofreu lesão no final de janeiro em um treinamento do Náutico. Foto: Léo Lemos/Náutico
Álvaro sofreu lesão no final de janeiro em um treinamento do Náutico. Foto: Léo Lemos/Náutico
Leitura:

Balançar as redes é a maior consagração de qualquer atacante. Mas o desempenho de Álvaro, pelo Náutico, na segunda metade da Série C do Campeonato Brasileiro conseguiu elevar esse momento do futebol  a um novo patamar. O jogador entrou para a história do clube como o artilheiro dos jogos decisivos. Marcou em todos os duelos fundamentais para a ascensão do Timbu ao título da Terceirona. Os seis tentos anotados, a partir da penúltima rodada da primeira fase, também fizeram do camisa 7 o maior goleador da equipe na competição.

Apesar de não ter agradado  muito nos primeiros jogos em que Gilmar Dal Pozzo assumiu o Náutico, o atacante continuou a receber oportunidades do treinador. E começou a escrita de gols incríveis pelo Timbu a partir da penúltima rodada da primeira fase, contra o Botafogo-PB. Foi o autor do tento que garantiu a vitória alvirrubra por 1x0 sobre os paraibanos, ao testar forte para o fundo das redes. O triunfo assegurou a presença do Náutico no G-4 do Grupo A e consequentemente a classificação às quartas de final.

LEIA MAIS 

>Confira Náutico x Sampaio Corrêa pelas lentes da JC Imagem

>Jogadores do Náutico falam a quem duvidou da equipe após título

>O bem-sucedido garimpo alvirrubro de talentos

Os gols de cabeça, inclusive, são a grande marca de Álvaro nesta Série C. Dos seis tentos anotados por ele com a camisa do Náutico, cinco foram em jogadas aéreas.

O camisa sete voltou a ser decisivo para o time de Conselheiro Rosa e Silva no jogo do acesso. Nos Aflitos, o Náutico perdia para o Paysandu por 2x0, quando ele aproveitou novo cruzamento e diminuiu para o Timbu, abrindo o caminho para o empate por 2x2 no tempo regulamentar e a posterior vitória nos pênaltis.

"Quando eu cheguei, sempre trabalhei quietinho. Sabia da minha capacidade, do meu potencial. E estou feliz de ser um dos principais atletas do elenco. Eu estou muito feliz de conquistar este título", comentou.

MAIS GOLS 

Alvaro marcou ainda na derrota alvirrubra para o Juventude por 2x1, e fez os dois do triunfo do Náutico, também por 2x1, que levou a decisão da vaga na final para os pênaltis. Na final contra o Sampaio Corrêa, marcou o primeiro do Timbu, deixando o jogo empatado por 1x1. O companheiro Matheus Carvalho deu números finais ao duelo ao igualar novamente o marcador para o alvirrubro, com 2x2. No placar agregado da decisão, o time de Gilmar Dal Pozzo ergueu o troféu por 5x3.

"Eu falei que sempre trabalhei para ter resultados e, graças a Deus, estou muito feliz de poder ser feliz vestindo a camisa do Náutico e participar desse tão sonhado título nacional. É grande demais esse título e temos que comemorar e agradecer, primeiramente a Deus, também ao elenco que está de parabéns", finalizou o artilheiro timbu.

 

Últimas notícias