Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Diretor fala sobre permanência de Cavani até fim da temporada no PSG

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 01/02/2020 às 12:19
O Grêmio foi um dos times que se interessou pelo atacante uruguaio. Foto: AFP
O Grêmio foi um dos times que se interessou pelo atacante uruguaio. Foto: AFP
Leitura:

AFP - Fim da novela Edinson Cavani. O diretor esportivo do Paris Saint-Germain, o brasileiro Leonardo, anunciou nesta sexta-feira que o atacante uruguaio, que negociava para se transferir para o Atlético de Madrid, terminará a temporada no clube francês.

"Não chegamos a um acordo. Nunca pensamos em vendê-lo, mas chegamos a estudar as propostas. Ele está disponível (para o PSG) para o restante da temporada. Acredito que seis anos e meio num clube não podem se apagar em duas semanas de negociações", falou o dirigente brasileiro, na véspera do duelo entre PSG e Montpellier no Parque dos Príncipes.

LEIA MAIS

>> Seleção brasileira irá treinar no CT do Sport visando a Bolívia

>> Arena de Pernambuco já se prepara para receber a seleção brasileira

>> Seleção brasileira volta a jogar no Recife e mira hexacampeonato mundial

>> Neymar vai passar uma semana no Recife

Leonardo confirmou também que o PSG não buscará reforços no mercado nesta sexta-feira, dia de encerramento da janela de transferência invernal na Europa.

Cavani, que tem tido poucas oportunidades desde a chegada do atacante argentino Mauro Icardi, pediu para ser transferido, admitiu Leonardo há algumas semanas. "É verdade também que recebemos uma proposta do Atlético de Madrid, mas não foi aceita", completou.

Cavani, de 32 anos e que tem contrato com o PSG até junho, era um desejo do técnico do Atlético, o argentino Diego Simeone. De acordo com a imprensa espanhola, o Atlético teria oferecido 15 milhões de euros pelo atacante uruguaio, após o PSG recusar uma primeira oferta de 10 milhões.

Últimas notícias