Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Procon explica procedimento para torcedores que compraram ingressos para Brasil x Bolívia

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 11/03/2020 às 23:07
Arena de Pernambuco pode ser uma das sedes da Copa América.  Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Arena de Pernambuco pode ser uma das sedes da Copa América. Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Leitura:

Com o adiamento das primeiras rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo Catar-2022 por causa do novo coronavírus, muitos torcedores podem ficar sem saber o que fazer, já que os ingressos para o jogo na Arena de Pernambuco estão esgotados. A Conmebol anunciou a suspensão das partidas na noite desta quarta-feira (11), ainda sem data reagendada. No dia 27 de março, o Brasil receberia a Bolívia em solo pernambucano.

Com cancelamento, a entidade organizadora tem que devolver o valor pago pelos torcedores, explica o superintendente do Procon Jaboatão dos Guararapes José Rangel. "Se foi pago no cartão e ainda não entrou, vão fazer estorno através do cartão. Se não, se já contabilizado e o cartão já fechou (a fatura), tem que dar um jeito de compensar ou na próxima fatura", disse.

LEIA MAIS:

>Jogo entre Brasil x Bolívia no Recife é adiado por conta do coronavírus

>Confira os eventos esportivos modificados pelo novo coronavírus

>Zagueiro da Juventus testa positivo para o novo coronavírus

>Ingressos individuais esgotados para Brasil x Bolívia

Como ainda existe a possibilidade de reagendamento, os torcedores podem optar por manter os bilhetes para a partida.  "Se o jogo for adiado, e eles derem a opção para quem já comprou manter esse ingresso, caberá ao consumidor definir se deseja a restituição imediata ou se vai aguardar para ir. Em um caso como esse, a prioridade é o consumidor. Mesmo que em um caso de força maior", destacou Rangel.

Ainda segundo o advogado do consumidor, é direito do consumidor a devolução imediata do valor pago. "Vão ter que disponibilizar um meio em que o consumidor comprove o pagamento, por meio eletrônico, e possa ser devolvido o dinheiro. Não há dano moral, porque não há constrangimento. Não cabe qualquer tipo de dano moral e por isso não cabe indenização", concluiu José Rangel.

Os ingressos para a partida começaram a ser vendidos às 10h desta quarta-feira, pela internet. No início da noite, os 45 mil ingressos colocados a venda foram comercializados. O número já supera o recorde de torcedores da Arena de Pernambuco, que era de 43.898 torcedores no empate com o Uruguai, em 2017, nas eliminatórias da Copa da Rússia.

Eventos esportivos no mundo todo estão sendo cancelados, adiados ou acontecem sem público por causa da pandemia do Covid-19. Mais de 100 mil casos já foram notificados no mundo inteiro. No Brasil, são 69 casos confirmados, sem fatalidades.

OMS declara pandemia de novo coronavírus

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta quarta-feira (11) que a epidemia de Covid-19, que infectou mais de 110.000 pessoas em todo mundo desde o final de dezembro, pode ser considerada uma "pandemia", mas que pode ser "controlada".

"Estamos profundamente preocupados com os níveis alarmantes de propagação e de gravidade, bem como com os níveis alarmantes de inação" no mundo, declarou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em entrevista coletiva em Genebra.

"Consideramos, então, que a Covid-19 pode ser caracterizada como uma pandemia", afirmou.

Últimas notícias