Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Futebol continua na Bielorrússia como se não houvesse pandemia

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 01/04/2020 às 20:35
Competição segue normalmente. Foto: Divulgação/Vitebsk
Competição segue normalmente. Foto: Divulgação/Vitebsk
Leitura:

O futebol no mundo inteiro parou por causa da pandemia do novo coronavírus, certo? Infelizmente, não. Há ainda quem relute em aceitar que há o surto da Covid-19, como o presidente Alexander Lukashenko, da Bielorrússia, no poder há 26 anos. Por lá, a Vysshaya Liga, o campeonato de futebol da primeira divisão, segue em disputa todos os finais de semana, com direito à presença do público e tudo, apesar de poucas pessoas.

Com 16 times disputando a competição, a liga da Bielorrússia é a única primeira divisão em todo o continente europeu ainda em disputa. No último fim de semana, foram oito partidas disputadas. Neste fim de semana, mais oito vão acontecer, com dois jogos sexta-feira (3), três sábado (4) e três no domingo (5).

LEIA MAIS:

>Eurocopa feminina deve ser adiada para 2022

>De Bruyne quer prorrogar carreira devido à interrupção causada pela pandemia

>Jogos entre seleções europeias em junho são adiados pela Uefa

A continuidade da competição vai de encontro ao que propõe Fifa e Uefa. A Fifpro, união de jogadores profissionais ao redor do mundo, vê a situação de modo incompreensível. "Estamos apelando para que tomem as mesmas precauções que foram tomadas no resto do futebol", disse o secretário da Fifpro Jonas Baer-Hoffmann.

No site da Federação Bielorrussa de Futebol (BFF), há recomendações de cuidados da Organização Mundial de Saúde (OMS), como lavar as mãos constantemente e usar o braço, e não as mãos, quando tossir, e distância entre pessoas.

Apesar de não ter um membro no país, a Fifpro tem recebido o contato de jogadores preocupados. Assim, a entidade está tentando uma intervenção junto à Fifa e à Uefa.

Bielorrússia

O presidente bielorrusso Alexander Lukashenko acusou países em isolamento por causa da pandemia do novo coronavírus de serem vítimas de uma "psicose". Ele defende, ainda, um tratamento a base de vodka e idas à sauna. "Não tem vírus aqui. Eu não estou vendo", disse, no último sábado (28).

De acordo com o levantamento desta quarta-feira (1º) do Centro Europeu de Prevenção e Controle das Doenças (ECDC), a Bielorrússia contabilizou 152 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, sem óbitos. No mundo todo, são mais de 900 mil registros da Covid-19 e cerca de 45 mil pessoas morreram da doença.

Últimas notícias