Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Victor Rangel não vê problema em reduzir salário para permanecer no Santa Cruz: 'prezo pela felicidade'

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 01/04/2020 às 19:25
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Se depender de Victor Rangel, a renovação com o Santa Cruz já está garantida. Com contrato de empréstimo até o próximo dia 30 (mesmo dia que se encerra seu vínculo com o Botafogo), para seguir no Tricolor do Arruda, o centroavante terá de se adequar à realidade financeira do clube, já que nesses primeiros meses do ano a maior parte do seu salário estava sendo paga pelos cariocas.

E, para a alegria do torcedor tricolor, uma possível redução salarial para seguir no Santa Cruz no restante da temporada não seria algo impedido para o jogador. "Eu acho que não teria problema. Eu prezo muito pela felicidade e estou muito feliz no Santa. Isso não seria empecilho para uma renovação (reduzir salário). A parte financeira é muito importante para nós (atletas), já que a nossa carreira passa rápido. Mas estou tranquilo e, da minha parte, não vai ter problema. Eu aceitaria reduzir para ficar. Quero muito jogar e estar feliz. Minha esposa e minha filha estiveram uns dias comigo no Recife e gostaram muito da cidade. Então, eu quero que minha família esteja bem e também quero estar feliz jogando. Esse é meu pensamento e não vejo problema nenhum em reduzir o salário", garantiu Victor Rangel, em entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal.

Um dos motivos de o centroavante de 29 anos ter essa disponibilidade de baixar a sua pedida é pela forma como foi recepcionado no Arruda. "Meu desejo é ficar. Estou muito bem adaptado ao clube e me sinto bem acolhido por todos de forma bem legal, desde o presidente (Constantino Júnior), aos funcionários... As tias da cozinha, os seguranças, massagistas, roupeiros, atletas. Isso é importante. É claro que a gente pensa com carinho com relação à carreira quando surgem algumas oportunidades. Quem é do futebol sabe o que estou falando. Temos de aproveitar o máximo. Sempre disse que se tiver uma oportunidade fora do País que me dê essa condição, eu pensaria com carinho. Mas não tem e hoje o meu pensamento é no Santa Cruz", declarou.

SONDAGEM

O que houve, segundo o próprio Victor Rangel, foi uma sondagem antes mesmo do acerto com a Cobra Coral. "Antes de ir para o Santa Cruz teve sondagem e conversas com um pessoal do futebol português, com o Portimonense, mas foi antes de acertar com o Santa. Foram algumas conversas dos meus representantes com o clube, mas não deu certo. Foram apenas conversas, não teve nada de oficial. Desde então não tenho sondagens nem conversas com nenhum outro clube. Minha cabeça está no Santa. Estou tranquilo e focado para que eu possa corresponder o carinho e a expectativa que todos do Santa demonstraram por mim", finalizou.

Leia mais:

Em meio à pandemia do novo coronavírus, presidente do Náutico faz apelo aos sócios

Santa Cruz: Dependências do Arruda serão usadas pela Prefeitura para doação de cestas básicas

Goleiro do Santa Cruz comenta preparação durante período de paralisação

Últimas notícias