Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

"Alegria, orgulho e gratidão", diz Dal Pozzo ao completar um ano no Náutico

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 20/06/2020 às 7:49
Foto: Léo Lemos / Náutico
Foto: Léo Lemos / Náutico
Leitura:

O técnico Gilmar Dal Pozzo comemorou um ano no comando do Náutico durante a paralisação do futebol por causa da pandemia do novo coronavírus. Agora, de volta aos treinos desde a última segunda-feira (15), o treinador alvirrubro exaltou o aniversário, lembrando que poucos são os técnicos de futebol no Brasil que alcançam a marca. O sentimento, segundo ele, é de gratidão.

Logo na estreia, dia 15 de maio de 2019, Dal Pozzo tinha um imenso desafio em mãos. O Timbu buscava uma vaga na Copa do Nordeste 2020 e disputava a classificatória contra o Campinense. Na ida, perdeu por 2x1, em Campina Grande. O retorno do técnico não poderia ser melhor. Uma vitória por 2x0 e a vaga. "Não é normal no futebol brasileiro ficar tanto tempo e eu estou muito feliz. Sentimento de alegria, orgulho e gratidão por esse clube que me abriu as portas de novo ano passado e me fez o convite", disse.

LEIA MAIS:

>Gilmar Dal Pozzo revela que deve fazer ajustes no Náutico para a volta dos jogos

>Náutico e Santa Cruz pregam união para evitar abismo após MP que aprova negociação individual do mando de campo

>Guillermo Paiva acredita que Náutico vai voltar melhor após paralisação

Desde que assumiu, o Náutico fez 39 jogos, com 19 vitórias, 12 empates e oito derrotas, marcando 56 gols e sofrendo 39, ficando com saldo de 17 gols pró. Os números rendem um aproveitamento de 58,9%, além do primeiro título nacional da equipe, no Campeonato Brasileiro da Série C. Antes de desembarcar no Recife e seguir para a Avenida Conselheiro Rosa e Silva, Dal Pozzo passou oito meses parado.

"É muito difícil na nossa profissão (o tempo parado) e eu recebi o convite do Náutico. Foi um ciclo que até então deu certo, conseguimos todos os objetivos e esse ano é um novo desafio", acrescentou o técnico. Até a paralisação, o Alvirrubro estava em 3º no Grupo B da Copa do Nordeste e 4º no Pernambucano, ambos faltando uma rodada para o fim da primeira fase. As atuais colocações levam a equipe no mata-mata.

Para não depender de ninguém, o foco do comandante alvirrubro é nas vitórias. "Por tudo isso, essa história tão bonita, estou mais motivado ainda para retribuir o que o clube, o torcedor, quem faz esse envolvimento com o clube uma trajetória bonita no cenário nacional e internacional. Me sinto privilegiado e feliz. A palavra mesmo é gratidão, e a melhor maneira de retribuir é com trabalho, suor, dedicação, com gana e vontade de voltar mais fortalecido com tudo que está acontecendo no dia a dia de trabalho", completou Gilmar Dal Pozzo.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Últimas notícias