Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Prata da casa do Sport, Pablo Pardal assina com Cascavel para Série D

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 21/08/2020 às 12:13
Pardal disputou cinco jogos no time profissional do Sport em 2020. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Pardal disputou cinco jogos no time profissional do Sport em 2020. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Cria da base do Sport, o meia Pablo Pardal assinou com o Cascavel, do Paraná, até o fim da Série D do Campeonato Brasileiro. O presidente rubro-negro Milton Bivar já tinha tornado público que a negociação estava encaminhada e a intenção era emprestar o jogador para ganhar mais rodagem. Ele estava na lista de "atletas negociáveis" da direção na volta do futebol depois do período de paralisação provocado pela pandemia do novo coronavírus.

LEIA MAIS

> Daniel Paulista lamenta oscilação do Sport na derrota para o Santos

> Veja lance a lance da derrota do Sport para o Santos pela Série A

> Sport sofre queda de produção na etapa final e perde para o Santos no Brasileirão

Nessa quinta-feira, Pardal teve a contratação oficializada pelo novo clube nas redes sociais. O Cascavel preferiu chamar o jovem jogador, de 21 anos, apenas de Pablo. No Instagram, o prata da casa do Sport comemorou o acerto. "Que Deus me abençoe neste novo desafio", escreveu.

Pablo Pardal ainda chegou a disputar cinco partidas no time profissional. Ele estava entre os atletas da base que o Sport pretendia que ganhasse minutagem. No entanto, o meia não encontrou espaço na equipe rubro-negra.

ACERTO

Outro atleta das categorias de base do Sport que vestiu a camisa de outro foi o zagueiro Pedro Lucas. Ele assinou contrato com o São Paulo na última terça-feira. O Leão ainda não se pronunciou sobre a negociação. Segundo a imprensa paulista, o garoto, que já chegou a jogar pela seleção brasileira de base, assinou contrato por quatro anos, sem nenhuma compensação financeira e ficou com 60% dos direitos econômicos.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Últimas notícias