Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

Atletas do Náutico fortalecem união e evitam individualizar problemas da equipe

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 27/08/2020 às 9:04
Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Leitura:

O Náutico tem cinco gols marcados na Série B, sendo três deles no último jogo contra o Juventude. Um respiro em meio à seca de gols desde julho. Porém, o ataque em si está devendo desde a volta do futebol. O trio ofensivo, que passou por várias alterações, ainda não encaixou. Do outro lado, a defesa também apresenta oscilações, com jogos bons sem ser vazada, mas com outros em que apresenta falhas, resultando nos sete gols sofridos neste período da Segundona. Mesmo com problemas em vários aspectos, os jogadores preferem não individualizar em um setor o problema, mas sim repartir no todo, buscando a melhoria geral para encontrar a estabilidade necessária na competição.

LEIA MAIS

>> Em boa sequência, Rhaldney afirma: ‘posso sair desmaiado, morto, mas quero os três pontos’

>> Náutico tem de contrariar histórico contra Guarani em SP para conseguir primeira vitória na Série B

>> Veja os próximos três jogos do Náutico na Série B do Brasileiro

>> Técnico quer primeira vitória na Série B para aumentar confiança do elenco

“Não tem como a gente estar apontando (o problema), se é o ataque que está precisando fazer gol, se é a defesa. Acho que cada um de nós tem que se cobrar, saber o que está precisando fazer a mais, o que está deixando de fazer, onde está pecando, porque a gente é um grupo e temos que estar unidos tanto na hora das vitórias, quanto nas derrotas”, afirmou o volante Rhaldney. 

O Alvirrubro analisa também que muitos desses problemas vem da falta de confiança. Parte deles por criar o placar e acabar desperdiçando a vantagem, como aconteceu duas vezes nesta Série B. Enquanto isso, a competição vai passando e o Náutico ainda não conseguiu se posicionar na briga pelo G4 da competição. Pelo contrário, está tentando desgarrar do Z4, que está a um ponto de distância. Por esta razão o grupo não quer ninguém se conformando com a situação e mantendo o discernimento para encontrar o caminho das vitórias.

“Também não podemos estar conformados com isso, porque o Náutico é grande e tem que estar lá em cima brigando para ter o acesso para a Série A e também não podemos ficar com aquela pressão na cabeça. O que está nos faltando é uma vitória para a gente começar a embalar no campeonato e estar brigando no topo da tabela que é o real objetivo do Náutico”, encerrou Rhaldney.

Últimas notícias