Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Erick Daltro destaca parceria com meias no lado esquerdo do Náutico

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 03/09/2020 às 16:58
Erick Daltro foi para o Guarani. Foto: Caio Falcão/Náutico
Erick Daltro foi para o Guarani. Foto: Caio Falcão/Náutico
Leitura:

Aproveitando o bom momento dos meias Jorge Henrique e Jean Carlos, o técnico do Náutico, Gilson Kleina, alterou o esquema do time, que atua agora no 4-4-2. Com variações dentro de jogo, uma das principais características percebidas é a importância do lateral-esquerdo para chegar ao ataque com mais força e presença nas jogadas. Para que essa função seja feita da maneira correta, é preciso que os meio-campistas apareçam pelo setor para dar opção ao lateral. E a parceria ali, desde o jogo contra o Juventude, nos Aflitos, tem rendido frutos ao Timbu.

LEIA MAIS

>> Náutico: reforço faz primeiro treino e é “batizado” pelo elenco

>> Veja os bastidores da vitória do Náutico sobre o Figueirense na Série B

>> CBF divulga tabela detalhada entre as 10ª e 15ª rodadas da Série B

>> Destaque do Náutico, Rhaldney figura entre 20 melhores em estatísticas defensivas na Série B

“Ali a gente se comunica muito dentro de campo. O Jorge (Henrique) e o Jean (Carlos) me ajudam muito daquele lado quando a gente não tem um ponta. Então isso ajuda também ali dentro, mas com um ponta ele vem, desce com o lateral, me dá um suporte para ir a frente. Mas ali dentro a gente se comunica e consegue exercer o melhor papel”, destacou o lateral Erick Daltro.

Nas últimas partidas, Wilian Simões se destacou por faixa esquerda de campo. Desde o segundo tempo do jogo contra o Guarani, quando ele se machucou, Daltro assumiu a posição no Náutico. Diante do Figueirense, se mostrou bastante participativo e aprovou o modelo implementado pelo comandante alvirrubro. Isso porque, segundo o atleta, favorece suas características.

“Professor Kleina explora muito os lados, que são muito rápidos. Então realmente isso favorece o meu futebol, que sou ofensivo. Mas tanto eu, quanto o Simões, ou no lado direito com Hereda e Bryan, nós somos muito agudos, então isso ajuda muito no esquema tático que o professor Kleina vem treinando com a gente”, acrescentou.

Para o duelo contra o Brasil de Pelotas-RS no próximo sábado (5), fica a expectativa pelo retorno de Wilian Simões para o duelo. Nesta quinta-feira ele participou do treinamento, já recuperado da entorse sofrida no tornozelo esquerdo, e pode ficar apto para jogo.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Últimas notícias