Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Técnico do Sport cita Zagallo como principal referência de treinador: "Meu maior ídolo"

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 08/09/2020 às 10:51
Jair Ventura tem cinco vitórias com o Spot na Série A. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Jair Ventura tem cinco vitórias com o Spot na Série A. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Principal responsável pela reação do Sport na Série A, o técnico Jair Ventura concedeu um papo longo ao programa Fórum Esportivo, da Rádio Jornal, apresentado pelo comentarista Maciel Júnior. Em um dos temas abordados na entrevista, o comandante leonino citou alguns treinadores que ele admira, seja em âmbito nacional ou a nível europeu. E um desses é Mario Jorge Lobo Zagallo, vitorioso tanto como jogador e técnico - por clubes e também na Seleção Brasileira. De acordo com Jair Ventura, o 'Velho Lobo' é o maior ídolo dele na profissão, embora o amor pela parte tática e técnica não tenha surgido por influência direta.

"O meu amor pela parte tática e técnica para ser treinador não veio diretamente de um treinador. Mas o meu maior ídolo é Zagallo. O Velho Lobo. O maior vencedor de todos os tempos do nosso país. Acho que esse cara é um símbolo. Ele, ainda muito novo em 1970, fez o que eu penso do futebol: você conciliar um jogo coletivo muito forte para sobressair o individual. Ele fez isso com os cinco camisas '10', e aí entra o meu pai (Jairzinho) também. Para mim foi uma das grandes seleções. Não só de futebol, mas também de esporte coletivo do mundo. Já é difícil você ganhar da Itália, imagine golear numa final de Copa do Mundo. O Zagallo é uma referência", disse o técnico do Sport.

Além de Zagallo, o técnico do Sport também disse que gosta muito dos trabalhos de Jürgen Klopp - comandante do Liverpool - e Pep Guardiola - treinador do Manchester City. Segundo Jair Ventura, esses dois nomes possuem repertório tático e apresentam um futebol vistoso para quem está companhando os times que eles treinam.

"Hoje a gente também tem o Klopp, que eu acho muito bacana o modelo de jogo dele, porque ele não é um treinador de uma nota só. Você vai olhar o Klopp sair apoiado, saindo com o van Dijk fazendo uma bola longa com o Salah e o Mané... ele vai fazer o que tem que ser feito, não aquilo que pedem que fazem. Também gosto do jogo apoiado do Pep (Guardiola). Ele mesmo diz que não conseguiria implementar esse modelo sem o dinheiro que tem para contratar. Mas é um futebol vistoso e que nós gostamos. Todos nós somos saudosistas", afirmou o treinador leonino.

Leia mais

Santa Cruz, Sport e Náutico vão se reunir com Bolsonaro na próxima quarta-feira; confira pauta do encontro

Sport mais confiante para dois jogos fora de casa

“Tinha a vontade de voltar a trabalhar e o Sport de me trazer”, diz Jair Ventura

Rogério volta ao Sport mais motivado que antes

“Ganhar é o céu, perder é o inferno”, diz presidente do Sport sobre as oscilações no futebol

SPORT

Com relação ao modelo de jogo no Sport, Jair Ventura repetiu o discurso: não vai colocar sua filosofia acima dos interesses do clube. Além disso, destacou que gosta quando o time consegue aliar desempenho ao resultado, mas afirmou que isso é inviável algumas vezes, sobretudo pela questão financeira que algumas equipes levam vantagem em relação ao Rubro-Negro - que tem uma das folhas salarias mais baixas da primeira divisão.

"A gente que conciliar performance com o resultado, como fizemos diante do Goiás, onde praticamente não sofremos e conseguimos a vitória. Mas nem sempre vai ser possível. A gente tem que entender que têm equipes com folha salarial quase dez vezes maior que a nossa, que por vezes vamos precisar arrumar outra estratégia. Eu sempre coloco o clube na minha frente. O meu modelo de jogo não pode ser mais importante que o clube e a realidade do clube. Eu não posso vir aqui, mostrar um modelo de jogo bacana e não dar resultados para o Sport. Tenho que vir para cá resolver os problemas do Sport. E é nisso que estou engajado: fazer o melhor para o Sport. A cada jogo dentro de uma estratégia, dentro do momento dos meus atletas e no fim de fevereiro a gente vê onde conseguimos chegar", afirmou.

O próximo jogo do Sport é nesta quarta-feira (9), diante do Fortaleza, às 18h, na Arena Castelão. Com dez pontos ganhos em oito jogos, o Rubro-Negro é o 9º colocado na Série A e venceu os últimos dois confrontos na primeira divisão: Grêmio e Goiás.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Últimas notícias