Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Técnico do Santa Cruz aprova fim do mata-mata na Série C: ‘Condição melhor de brigar pelo acesso’

LOURENÇO GADÊLHA
LOURENÇO GADÊLHA
Publicado em 10/09/2020 às 14:41
Martelotte mantém confiança na classificação do Santa Cruz. Foto: Rafael Melo/Santa Cruz
Martelotte mantém confiança na classificação do Santa Cruz. Foto: Rafael Melo/Santa Cruz
Leitura:

Depois de oito anos, o sistema de disputa do Campeonato Brasileiro foi alterado. Na edição deste ano, os times não precisarão jogar mais o mata-mata na quartas de final para subirem à Série B, já que a eliminatória foi substituída por dois quadrangulares. As mudanças, na visão do técnico do Santa Cruz, Marcelo Martelotte, foram positivas justamente por trazer mais justiça para os times que apresentam bons desempenhos na fase classificatória. 

“É muito injusto que você jogue uma fase mais longa, de 18 jogos, se classifique por exemplo em primeiro lugar no seu grupo e depois enfrenta o quarto colocado do outro grupo que acabou com uma diferença de pontos grande. Aí as vezes em dois jogos, você acaba fazendo um jogo ruim e perdendo a oportunidade do acesso e a chance de disputar o título”, avaliou o técnico.

LEIA MAIS:

>> “Voltei para mudar essa imagem e levar o Santa Cruz de volta à Série B”, diz Martelotte 

>> “Competição mais difícil da história do Santa Cruz”, diz Martelotte sobre ausência da torcida

>> Toty inicia transição no Santa Cruz, mas Célio Santos e Pipico seguem em tratamento

>> Martelotte valoriza trabalho de antecessor e mira sequência do Santa na Série C: ‘Evoluir mais’

>> Martelotte volta como aposta segura do Santa Cruz

>>Título, acesso e saída polêmica: relembre passagens de Marcelo Martelotte no Santa Cruz

Segundo Martelotte, apesar do bom desempenho do Santa Cruz em mata-mata, o novo modelo dá uma condição melhor para brigar pelo acesso. É importante relembrar que em 2018 o Tricolor foi eliminado para o Operário-PR justamente nas quartas de final. Já em 2019, com a campanha irregular, o time caiu ainda na primeira fase. Agora, portanto, a Cobra Coral tem uma chance de ouro para findar de vez a passagem pelo calvário da Terceira Divisão. 

“Agora fica mais justo com grupos, com esses jogos definindo uma classificação. As vezes você tem um dia ruim, mas tem chance de recuperar. Eu gosto mais dessa maneira, apesar de que, como falei, sempre nos mata-matas o Santa Cruz teve o apoio dos torcedores e fez disso uma arma. Eu tenho certeza que com esse formato a gente vai ter uma condição melhor de brigar por nossos objetivos”, finalizou Martelotte.

NOVO REGULAMENTO

No atual sistema, que já está em vigor, os 20 times participantes são divididos em dois grupos com dez times cada, separados por região. Eles se enfrentam entre si em jogos de ida e volta durante a primeira fase. Entretanto, ao invés dos quatros classificados de cada grupo disputarem uma vaga na Série B no mata-mata das quartas de final, como nos últimos oito anos, agora eles serão divididos em dois quadrangulares. Ou seja, os times classificados serão divididos em dois grupos de quatro, que se enfrentarão em jogos de ida e volta. Os dois mais bem colocados de cada chave sobem para a Série B do Brasileiro.

PODCAST

O segundo episódio do podcast na Cara do Gol debate, entre outros assuntos, a troca no comando técnico do Santa Cruz, com a saída de Itamar Schulle e a chegada de Marcelo Martelotte. Com apresentação de Alexandre Costa e comentários de Maciel Junior e Marcos Leandro, o programa também fala sobre a punição a jogadores do Náutico que foram a uma festa e a subida de produção do Sport com Jair Ventura. Confira também os quadros: pérolas, tem gente mexendo no placar e seleção da semana. Ouça mais episódios no site da Rádio Jornal.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SANTA CRUZ

Últimas notícias