Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

"Calor intenso influencia no desempenho", explica preparador do Santa Cruz

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 04/10/2020 às 12:22
Preparação coral passou pela adaptação ao calor. FOTO: RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Preparação coral passou pela adaptação ao calor. FOTO: RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Leitura:

A previsão do tempo para o horário do jogo entre Ferroviário e Santa Cruz no estádio Domingão, em Horizonte, a 40 quilômetros de Fortaleza, é de 33ºC. As equipes entram em campo às 15h30, pela 9ª rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série C. E para que os atletas consigam manter o rendimento apesar do forte sol na cabeça, o preparador físico tricolor Jailton Cintra destacou a hidratação e a preparação em horário semelhante ao da partida.

"O calor intenso influencia no desempenho dos jogadores. Tanto o calor como também uma situação de frio. Precisa adaptar a essas condições. Treinamos no horário de 15h aqui no Recife, 15h30, um horário que a gente vai jogar lá em Horizonte", disse Jailton. O preparador destacou que os donos da casa, mesmo mais acostumados, também vão sofrer com a temperatura. "É um processo adaptativo que faz com que você esteja preparado", emendou.

LEIA MAIS:

>Perí trata com naturalidade disputa na lateral-esquerda do Santa Cruz com Leonan: “Vai ser sadia”

>Victor Rangel deixa preparação do Santa Cruz às pressas para acompanhar nova cirurgia do filho

>Conselho Deliberativo do Santa Cruz estende mandatos do clube até julho de 2021

Apesar de parecer mais quente, as temperaturas na região Nordeste estão normais para o mês de outubro, de acordo com o meteorologista Romilson Ferreira, da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac). "Tanto lá (em Horizonte), como aqui, estão dentro do previsto, com pequenas variações", disse. Ele ainda acrescentou que a tendência agora é esquentar mais.

Por isso, a principal preocupação durante o jogo é com a grande perda de líquido dos atletas, além de sais minerais, eliminados pelo corpo através do suor. Isso porque o calor aumenta a temperatura corporal. A reposição de líquidos e sais minerais já foi algo feito no jogo contra o Manaus, por causa da alta umidade da cidade. Além da água, os jogadores precisam ingerir mais carboidratos e magnésio. Tudo com uma equipe multidisciplinar, incluindo a fisiologia do clube a o nutricionista.

"Vamos colocar também água de coco, porque a água de coco tem também uma quantidade grande de glicose. O cardápio vai estar todo variado em cima desses fatores e a preparação qualificada para que os atletas tenham a melhor performance e desempenho possível", completou Jailto Cintra.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SANTA CRUZ

Últimas notícias