Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

Jefferson evita individualizar culpa em má fase do Náutico

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 05/11/2020 às 11:02
CAIO FALCÃO / NÁUTICO
Jefferson fez grandes defesas para garantir a vitória do Náutico sobre o Goiás na última sexta-feira (9) - FOTO: CAIO FALCÃO / NÁUTICO
Leitura:

A má fase do Náutico foi suficiente para jogar o time na zona de rebaixamento da Série B. Dos últimos dez jogos, o Alvirrubro venceu apenas dois. Veio ladeira abaixo e se encontra em uma condição bastante perigosa. Além do mais, vai encarar uma sequência bastante complicada nas próximas partidas, com uma em casa, diante do Avaí, e três fora, contra Operário-PR, Sampaio Corrêa e CRB. A cobrança por parte da torcida aumenta em cima do grupo, da diretoria e da comissão técnica, e neste momento começa-se a procurar culpados. Na visão do goleiro Jefferson, não se deve individualizar os problemas do time e, sim, ajustar os problemas de concentração e confiança que vêm afetando os jogadores nos últimos confrontos.

LEIA MAIS

>> Yago Rocha fala sobre suas características e desejo de tirar o Náutico do Z4

>> Hoje no Z4, Náutico faz cálculos para melhorar aproveitamento no segundo turno da Série B e garantir permanência

>> Podcast analisa o primeiro turno de Náutico e Sport e a solidez do Santa Cruz na Série C

>> Jefferson alerta que Náutico tem que “acordar” na Série B para se livrar do Z4

“Eu creio que no momento em que as vitórias não vêm, se começa a apontar individualmente. Acredito que da mesma forma que quando se ganha, ganha todo mundo, quando se perde, perde todo mundo. Talvez tenhamos que estar mais ligados para fazer uma falta, matar um contra-ataque ou ter um pouco mais de concentração para não tomarmos esses gols. Éramos uma equipe bem postada, especialmente dentro de casa, no ano passado, na Série C, mas seguimos trabalhando e nos concentrando ao máximo para minimizarmos esses erros, sofrer menos gols e voltar a vencer”, avaliou o arqueiro.

A sequência ruim pesa e os próprios jogadores admitem. E o grupo acredita que parte dessa melhora pode vir através de uma melhora do aproveitamento alvirrubro em casa. No ano foram 20 partidas nos seus domínios. O Náutico venceu apenas cinco, empatou 11 e perdeu quatro. Aproveitamento de apenas 43,3% em quatro competições diferentes disputadas em 2020. Por isso as conversas para realizar esses ajustes têm sido constantes, como os vários gols sofridos por bola aérea ou no fim das partidas. 

“Infelizmente em 10 jogos foram apenas duas vitória, que fizeram com que a gente entrasse na zona de rebaixamento no fim do turno. Temos que melhorar nosso retrospecto em casa, onde a gente sempre foi forte e nos últimos jogos acabamos vacilando, com Chapecoense, Ponte Preta, Cruzeiro. A gente tem que voltar a ser forte novamente nos Aflitos. Já serviu como lição no primeiro turno. Jogos que fizemos em casa, deixamos empatar no final e esses pontos estão fazendo falta. A gente já conversou e vamos tentar solucionar o problema, solucionar esses gols no final que viemos tomando, também estamos tomando gol de bola aérea. (Vamos ajustar) para ver se a gente consegue resolver esses problemas e voltar a vencer em casa para ficar de fora da zona de rebaixamento”, contou Jhonnatan.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Últimas notícias