Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Candidatos Delmiro Gouveia e Luiz Carlos Belém explicam voto a favor do adiamento das eleições do Sport

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 02/12/2020 às 14:10
A Ilha do Retiro é o palco do primeiro Clássico dos Clássico de 2021. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
A Ilha do Retiro é o palco do primeiro Clássico dos Clássico de 2021. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Na última segunda-feira, o Conselho Deliberativo aprovou, por ampla maioria dos votos, que as eleições do Sport fossem realizadas apenas em março de 2021, no mês seguinte ao fim da Série A - competição que termina em fevereiro. Entre os candidatos à presidência do Rubro-Negro, Luiz Carlos Belém e Delmiro Gouveia votaram a favor do adiamento do pleito para o próximo ano, enquanto Nelo Campos e Eduardo Carvalho votaram para que a data das eleições fosse mantida para o dia 18 de dezembro.

Em entrevista ao repórter Pedro Alves, da Rádio Jornal, Luiz Carlos Belém e Delmiro Gouveia explicaram os motivos que fizeram eles votarem no adiamento das eleições do Rubro-Negro. Começando pelo primeiro candidato, Belém afirmou que, por conta do momento turbulento nos bastidores do clube, decidiu votar para que o pleito seja realizado apenas em 2021, onde, em tese, a situação estará mais tranquila na Ilha do Retiro.

"A saída de Antônio Júnior do processo eleitoral do Sport, na semana passada, devido ao fato de algumas fake news lançadas, algumas discussões e conversas de bastidores, nos alertaram que o momento não seria interessante para a campanha do Sport. Inicialmente eu fui contra, inclusive sugeri até uma antecipação das eleições, depois eu fui contra alterar a data das eleições. Mas com o surgimento desses problemas, dessas discussões, eu achei que é mais prudente para o clube, para os candidatos, para os sócios e conselheiros, que nós revessemos isso e adiássemos para um momento mais tranquilo. Foi essa a posição do meu grupo. Inclusive soltamos uma carta oficial sobre isso nos posicionando sobre essa situação", disse Belém em entrevista à Rádio Jornal.

"Como todos sabem, a nossa chapa foi a primeira a lançar os nomes, a se organizar e estar completa. Desde julho que estamos trabalhando para unir o Sport, para tentar trazer ao Sport um grupo com a maior quantidade rubro-negros possível. Com o decorrer da campanha, foram surgindo várias chapas, e a gente acha importante isso. O debate é bom, novas cabeças pensantes, e enriquecer o debate. Mas nos últimos 15 dias de campanha aconteceram vários fatos bastante desagradáveis, e eu comecei a ver que o negócio estava andando para um lado que não seria bom nem para as pessoas e nem para o clube", completou o candidato Luiz Carlos Belém, que representa o grupo denominado de 'Um novo Sport'.

LEIA MAIS

Barcia garante confiança diante do São Paulo para o Sport voltar a vencer na Série A

Perto do Z-4, Sport tem o pior aproveitamento entre os clubes da Série A nos últimos 10 jogos

Da antecipação para a realização apenas em 2021: um passo a passo sobre as eleições do Sport

DELMIRO GOUVEIA

Também em contato com a reportagem da Rádio Jornal, Delmiro Gouveia explicou os motivos do voto no adiamento das eleições. Seguindo o mesmo discurso de Luiz Carlos Belém, de realizar o pleito apenas em 2021, o candidato também falou sobre as restrições por conta da pandemia do novo coronavírus, destacando que o torcedor do Sport deveria ter o direito respeitado de ir ao clube e participar dessas eleições presidenciais.

"Primeiro: temos um momento atípico, nessa questão da pandemia, questão de saúde e segurança. Então não podemos nos afastar desse momento em que se encontra a sociedade. Segundo: o campeonato está em jogo. Temos que dar tranquilidade ao elenco, para a partir daí, no final do campeonato, realizar essas eleições. Temos que dar tranquilidade ao elenco e respeitar o torcedor do Sport, que quer votar e comparecer, porque o momento é totalmente inseguro. Saiu uma possível restrição governamental com relação ao número de pessoas em shows e eventos. Estão revendo o posicionamento para adequar 300 pessoas. Mas uma eleição do Sport é um quantitativo muito superior a isso. Então foi uma questão de prudência mesmo. O direcionamento (da reunião) por parte do ex-presidente Wanderson Lacerda foi muito bem conduzido. Questão de prudência. E contou com meu apoio visando o melhor para o clube nesse momento", explicou Delmiro Gouveia em entrevista à Rádio Jornal.

Ainda de acordo com Delmiro Gouveia, uma eleição do Sport durante a Série A seria bastante prejudicial para o clube, que se encontra na 16ª do torneio, com apenas um ponto de vantagem para a zona de rebaixamento. Além disso, o candidato detalhou que, com o pleito realizado em 2021, ao fim da Série A, dá para ter uma noção de qual será a receita do Rubro-Negro para o biênio de 2021/2022. "Totalmente prejudicial. O Sport nunca disputou um campeonato em curso e fez uma eleição, gera insegurança. Não é o fato de uma eleição ser adiada por dois, três meses que vai implicar num melhor posicionamento de A, B ou C. Temos que pensar no Sport e em mais ninguém neste momento", explicou o candidato.

"No meu entendimento, devemos preservar a instituição Sport. Sport se encontra num momento delicado no campeonato, e não temos que pensar em política neste momento, e sim pensar em blindar o elenco, concentrando na Primeira Divisão, a fim se manter para o próximo ano. A partir daí, com uma receita definida, com uma receita de Série A, poderíamos traçar um planejamento e realizar uma eleição sem qualquer momento conturbado em que o Sport se encontra", completou.

EDUARDO CARVALHO E NELO CAMPOS

Na última segunda-feira, também em entrevista à Rádio Jornal, explicou os motivos do voto do candidato contra o adiamento das eleições do Sport, e que o caminho a partir de agora seria entrar na justiça. Já Nelo Campos, por meio de um comunicado via assessoria, detalhou o porquê ter votado contra a realização do pleito apenas em 2021, e também disse que a sua equipe jurídica está estudando esse adiamento das eleições do Sport.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Últimas notícias