Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Sport consegue recurso para derrubar uma das liminares, mas eleição segue marcada para esta sexta-feira (18)

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 17/12/2020 às 21:49
Sport passa nesta sexta-feira por uma das eleições mais disputadas da história. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Sport passa nesta sexta-feira por uma das eleições mais disputadas da história. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O Sport entrou com um recurso judicial no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ-PE), denominado agravo de instrumento, para derrubar a liminar concedida ao pré-candidato à presidência rubro-negra, Nelo Campos - que era uma das duas liminares vigentes. O pedido do ex-diretor de futebol fez com que o parecer do juiz sobre a determinação da data da eleição do clube fosse dada com antecedência - definindo a realização do pleito nesta sexta-feira (18). Desta forma, o recurso que a atual direção utilizou anula essa decisão antecipada do magistrado, fazendo com que o processo voltasse à “estaca zero” para ser avaliado até um parecer final.

De toda forma, além da liminar obtida por Nelo Campos - que acabou de ser derrubada através de recurso -, ainda segue válida a obtida pelo pré-candidato Eduardo Carvalho. Ou seja, com essa decisão vigente, a eleição continua marcada para esta sexta, para ser realizada de forma remota, preferencialmente. Contudo, ela não será realizada por não ter havido a inscrição de chapas. O agravo de instrumento conseguido pela diretoria rubro-negra ainda cabe recurso por parte da chapa de Nelo Campos. Porém, dificilmente haveria tempo hábil para que a liminar fosse mantida com a eleição no dia marcado.

LEIA MAIS

>> Marivaldo celebra prêmio da Fifa e levanta chance de andar para ver jogo do Sport em outro estado: “por quê não?”

>> Torcedor do Sport, Marivaldo da Silva vence prêmio Fifa Fan Award 2020

>> Pré-candidatos à presidência avaliam a condução do processo eleitoral do Sport

>> Com chance de intervenção judicial no Sport, pré-candidato entra com petição para que eleições sejam fiscalizadas nesta sexta-feira

>> Técnico do Sport pode ter retorno de até três atletas para partida contra o Grêmio

Inclusive, vale lembrar que, através de petição conseguida por Eduardo Carvalho, o Sport deve receber a visita de um oficial de Justiça, que irá averiguar os procedimentos que estão sendo tomados pelo clube para a realização do pleito nesta sexta. Caso não estejam sendo cumpridas as normas para que a eleição ocorra, o pré-candidato já afirmou que entrará com um pedido de intervenção judicial no Leão.

“Acho uma pena (não acontecer nesta sexta-feira) porque, a uma altura dessas, não era mais para a gente falar da realização ou não da eleição. Até porque é importante que ela ocorra para que haja um planejamento bem feito, num ano complicado que é 2021. A Série A encerra e, logo depois, tem o início da Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Pernambucano. Mas ficamos nessa. A questão, no entanto, não está definida. Há um adiamento no cumprimento da decisão. E nosso jurídico vai avaliar as medidas cabíveis”, afirmou Nelo Campos, através da sua assessoria.

Procurado pela reportagem do Jornal do Commercio, o setor jurídico do Sport não retornou o contato, nem respondeu às mensagens. O pré-candidato Eduardo Carvalho também foi procurado. Ele preferiu não se pronunciar sobre o recurso por não ter sido diante da sua liminar e por não ter tido acesso ao documento.

Realização do pleito

Em entrevista ao Jornal do Commercio, o presidente da comissão eleitoral, Frederico Guilherme, já havia afirmado que, por mais que o juiz decida que a eleição seja mantida nesta sexta-feira, é impossível realizar, pois nem as chapas estão inscritas. "Há uma situação fática, não é nem jurídica, que impede (ser no dia 18) que é o tempo. Juridicamente você tem que fazer no dia 18, mas eu tenho que tomar algumas providências. Aí o que é que acontece: o juiz vai ter que esperar que eu tome essas providências, porque sem elas não há eleições", afirmou Frederico, que completa destacando que a Comissão Eleitoral vai realizar as eleições dentro do prazo que o juiz determinar, menos na sexta-feira, por conta do tempo mínimo.

"Vamos dizer que o Tribunal determine: faça as eleições (no dia 18). Eu não tenho como fazer, porque não tenho chapa registrada e nem nada. São duas coisas distintas. O Tribunal mandar fazer e como fazer - e isso é outra história. Vamos supor: o Tribunal diz 'faça as eleições em quatro dias'. Aí eu tenho que fazer nos quatro dias mesmo. Por exemplo: se determinarem para fazer no dia 23 (de dezembro), aí tem que fazer até o dia 23. Mas sexta-feira, não, é impossível", finalizou.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Últimas notícias