Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Eleições no Sport: Pré-candidato acredita em ''falta de vontade'' da atual gestão e presidente do Conselho detalha logística

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 18/12/2020 às 11:50
Sport goleou o Atlético em 2003 na Ilha do Retiro Foto: Arnaldo Carvalho/Acervo JC Imagem
Sport goleou o Atlético em 2003 na Ilha do Retiro Foto: Arnaldo Carvalho/Acervo JC Imagem
Leitura:

Enquanto o Sport briga para não ser rebaixado na Série A, o clube responde por liminares na Justiça referente às eleições. Uma delas, do pré-candidato Nelo Campos, foi derrubada, mas a ação de Eduardo Carvalho segue em vigor. Apesar da indefinição continuar, o pleito não será realizado nesta sexta-feira (18) por causa de não ter havido a inscrição de chapas. A atual gestão do Sport quer que as eleições sejam realizadas após o fim do Campeonato Brasileiro, em março de 2021.

A petição que ainda está valendo foi dada na 12ª Vara Federal de Pernambuco, com o objetivo de mostrar se a comissão eleitoral do Sport toma as atitudes cabíveis para que as eleições sejam realizadas. Em entrevista ao Jornal do Commercio, Eduardo Carvalho defendeu que o processo eleitoral aconteça ainda em 2020.

‘’A impossibilidade de realizar a eleição decorre da falta de vontade. Não encontraram um candidato e trataram de adiar as eleições. A atual administração não atendeu a determinação da liminar concedida pela Justiça. ’’, afirmou Eduardo Carvalho.

Vale lembrar que além do advogado Eduardo Carvalho e o ex- diretor de futebol Nelo Campos, o economista Luiz Carlos Belém e os também advogados Pedro Leonardo Lacerda e Delmiro Gouveia, concorrem à presidência do clube rubro-negro.

LEIA MAIS

> Torcedor do Sport, Marivaldo da Silva vence prêmio Fifa Fan Award 2020

> Pré-candidatos à presidência avaliam a condução do processo eleitoral do Sport

>Em processo eleitoral marcado por indefinições, eleições do Sport seguem gerando divergências

> ”Vulgar” e ”desrespeitosa”, diz pré-candidato do Sport sobre gestão atual querer recorrer de eleições em dezembro

LOGÍSTICA PARA AS ELEIÇÕES

O decreto do Governo de Pernambuco determina que eventos para mais de 300 pessoas estão proibidos. A medida foi tomada para evitar a propagação da covid-19. De acordo com Eduardo Carvalho, o Sport teria condições de organizar o processo eleitoral em espaços divididos entre como a sede social, o estacionamento, parque aquático, campo auxiliar e o estádio da Ilha do Retiro, sem ocasionar aglomerações.

A outra sugestão do pré-candidato é dividir as eleições em vários dias. Além disso, alegou que o pleito poderia ser realizado de forma online em 10 dias úteis. ‘’Enquanto eu apresento documentos comprovando a viabilidade das eleições, a atual gestão diz que não pode cumprir a liminar no que diz respeito à eleição virtual porque o conselho decidiu em outubro que não era viável’’, afirmou.

Do ponto de vista processual, a eleição deveria estar acontecendo. No entanto, o presidente do Conselho Deliberativo do Sport, Ricardo de Sá, afirmou que existe a necessidade de uma semana para inscrever as chapas e alguns dias para se analisar se todos os documentos estão corretos. Ele também sugeriu uma consulta a todos os pré-candidatos.

‘’O prazo ficou muito breve para fazer online. Para fazer presencialmente, eu tenho conhecimento que o Corpo de Bombeiros já havia autorizado o alvará ao Sport no fim de novembro, mas não sei se ainda estaria vigências ou seria necessário fazer uma nova adequação. De toda forma, essa logística seria posterior às inscrições das chapas. A previsão era 30 de novembro e não havia sido feito nenhum pedido de inscrição’’, contou Ricardo de Sá, em entrevista ao narrador Alexandre Costa, da Rádio Jornal.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Últimas notícias