Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Martelotte quer Santa Cruz com espírito de decisão contra o Ituano

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 24/12/2020 às 9:47
Martelotte não permanece no Santa Cruz. Foto: Rafael Melo/ Santa Cruz
Martelotte não permanece no Santa Cruz. Foto: Rafael Melo/ Santa Cruz
Leitura:

Espírito de decisão. É com este pensamento que o técnico Marcelo Martelotte quer que o Santa Cruz enfrente o Ituano, no próximo sábado, às 19h, no estádio Novelli Júnior. Sem vencer há cinco jogos pela Série C, o discurso no Arruda é de mudar a postura dos últimos confrontos para, enfim, conquistar a primeira vitória no quadrangular. Nos dois jogos da reta decisiva da competição, a Cobra Coral só empatou com o Brusque e foi derrotada em casa pelo Vila Nova. Para o duelo contra o Ituano, Martelotte deixou em aberto as mudanças no time titular, mas destacou a necessidade do Tricolor apresentar um espírito de decisão diante da equipe paulista.

"A principal mudança tem que ser de atitude e postura. Isso já vai conversado essa semana, houve uma cobrança bem grande dentro do grupo. Mas é possível que haja mudanças com relação a alguns jogadores. E taticamente o time tem um padrão de jogo. Mudam as características individuais quando você faz alguma troca, mas a parte tática está bem trabalhada. A gente já teve bastante tempo nesses três meses para implementar uma maneira de jogar. O importante é que a gente tenha essa mudança de atitude e jogue com espírito de decisão", explicou o treinador coral.

Após a derrota em casa por 2x1 para o Vila Nova, as cobranças naturalmente surgiram no Arruda, já que o Tricolor deixou a desejar tanto na forma tática e técnica como também comportamental. De acordo com Martelotte, essa semana foi proveitosa para o Santa Cruz, já que todo mundo estava ciente da necessidade de se cobrar e, além disso, entender que é necessário mudar a postura visando o duelo decisivo diante do Ituano, equipe que ainda não perdeu no quadrangular.

"Mais do que qualquer tipo de mudança era importante que a gente entendesse o aspecto de comportamento, de atitude. Ninguém fugiu da sua responsabilidade, e a semana foi muito boa porque desde o primeiro dia de trabalho se entendeu que a gente precisava entrar num outro ritmo, num outro clima, e o que fizemos na primeira fase não era o bastante para voltar a vencer e conquistar os nossos objetivos. Tenho certeza que a postura da equipe vai mudar. Vai ser um time que vai lutar e brigar muito mais, e sendo assim eu confio que o resultado virá", afirmou o técnico tricolor.

LEIA MAIS

Brasil à Inglaterra em 2020

Santa Cruz: Maycon Cleiton ganha prêmio de revelação da Copa do Nordeste 2020

Criticado por parte da torcida do Santa Cruz, Pipico busca quebrar jejum de gols na Série C

ITUANO NÃO É UM MANDANTE HOSTIL

Na primeira fase, o Ituano foi o 2º pior mandante dentre os classificados para os quadrangulares, conquistando apenas 16 pontos em casa. Se somarmos a fase inicial com o quadrangular, a equipe paulista torna-se o pior mandante entre os oito times que buscam uma vaga na Série B, uma vez que o Paysandu, que tinha ganho apenas 15 pontos na fase de grupos, venceu em casa no quadrangular, e o Ituano só empatou.

Por outro lado, o Santa Cruz foi o melhor visitante da primeira fase, conquistando 17 dos 27 pontos disputados. No entanto, Martelotte nâo vê vantagem para o Tricolor por conta desse desempenho dos paulistas como mandante. "O Ituano fez uma campanha muito boa, principalmente no final da fase anterior. Então não vejo a vantagem nesse sentido. Vejo uma possibilidade de evolução nossa, por entenderemos que é um jogo decisivo", afirmou.

Se vencer o Ituano no próximo sábado, às 19h, fora de casa, o Santa Cruz chega aos quatro pontos, empata na pontuação com a equipe paulista e coloca um fim na sequência de cinco jogos sem vitórias. Um alento para o Tricolor é que nenhum mandante venceu até aqui no grupo da Cobra Coral. Ou seja, em duas rodadas disputadas, quem joga em casa perde ou empata. Outra boa notícia para os corais é que os testes de covid-19 realizados nos atletas deram negativos, e isso confirma força máxima diante do Ituano.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SANTA CRUZ

Últimas notícias