Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Arbitragem de Sport x Palmeiras causa divergência entre especialistas

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 11/01/2021 às 8:04
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

A derrota do Sport para o Palmeiras, por 1x0, pela 29ª rodada do Brasileirão aconteceu no sábado, mas rendeu bastante polêmica durante todo domingo. Isso porque existiu muita reclamação por parte dos rubro-negros em torno de dois pênaltis não marcados pelo árbitro Dyorgines José Padovani de Andrade no fim do confronto. Primeiro, uma falta no centroavante Hernane Brocador e, posteriormente, a bola batida na mão do atacante palmeirense Rony dentro da grande área. Esse segundo lance, principalmente, causou divergência até nos especialistas de arbitragem.

LEIA MAIS

> Ex-árbitro, Arnaldo Cézar Coelho critica pênalti não marcado a favor do Sport contra Palmeiras: “A regra é clara”

> “Temos sofrido com a arbitragem”, afirma goleiro do Sport

> Thiago Neves usa rede social para criticar arbitragem de Sport x Palmeiras: “Seguimos sendo roubados”

"O lance de Brocador foi a penalidade que ocorreu. O árbitro deveria ter marcado a penalidade e mostrado o cartão vermelho. Com relação a Rony, ele tenta sair da direção da bola. Ele não abre o braço e tenta ganhar uma vantagem. Não é isso que a regra diz. Além disso, a bola vem de um defensor e chutada da grande área. A bola vem e ele tenta se esquivar. O árbitro marcou o pênalti, mas o VAR chamou para corrigir o lance, na minha visão", afirmou o ex-árbitro pernambucano Wilson Souza, em entrevista à Rádio Jornal.

"Todo lance que o árbitro não viu e ocorre a penalidade, o VAR pode interferir. Ele deveria ter comunicado ao árbitro que o marcador segurou e derrubou Hernane. O VAR hoje não é mais para dizer que foi pênalti e deveria marcar cartão vermelho. E, sim, alertar o juiz sobre uma possível infração", completou.

Sobre o lance de Rony, as comentaristas de arbitragem e ex-assistentes Nadine Basttos e Renata Ruel, do Grupo Globo e ESPN, respectivamente, seguiram a linha de Wilson Souza. No entanto, o ex-árbitro Arnaldo Cézar Coelho usou a conta pessoal no Twitter para criticar a não marcação da penalidade. "A regra é clara! Mas os critérios são malucos! Alguém pode me explicar porquê não foi pênalti contra o Palmeiras. Inesperado? Nem vem com essa", escreveu.

Já o Sport contestou a não marcação dos lances logo depois da partida, ainda na noite do sábado. "Estamos pensando onde o limite vai parar por parte do VAR e a Comissão de Arbitragem. É uma coisa escandalosa a falta de respeito com o Sport e os clubes do Nordeste. Ficamos imaginando o que acontece com a CBF e essa proteção aos clubes do Rio (de Janeiro). Não é normal. A partir do momento que o Vasco e Botafogo tiveram na zona de rebaixamento, as coisas aconteceram no mínimo de uma maneira estranha", afirmou o diretor de futebol Augusto Caldas.

Últimas notícias