Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Santa Cruz: Oposição questiona adiamento da eleição e vai tentar interceder junto à Secretaria de Saúde

LOURENÇO GADÊLHA
LOURENÇO GADÊLHA
Publicado em 09/02/2021 às 15:43
Santa Cruz passou por uma troca de gestão na eleição em fevereiro. Foto: Léo Motta/Acervo JC Imagem
Santa Cruz passou por uma troca de gestão na eleição em fevereiro. Foto: Léo Motta/Acervo JC Imagem
Leitura:

Chapa de oposição nas eleições do Santa Cruz, o grupo 'ProSanta' questionou a decisão do Conselho Deliberativo em adiar o pleito coral. A deliberação foi tomada após a Secretaria de Saúde de Pernambuco apresentar um ofício no início desta tarde alegando não ser possível a realização do pleito com a participação de 2.000 sócios. Por meio de nota, o candidato da chapa, Joaquim Bezerra, afirmou que a atitude do presidente do Conselho Deliberativo, Paulo Borba, trata-se de uma 'manobra' para adiar o pleito marcado para esta quarta-feira (10), já que na instauração da Comissão Eleitoral realizada na segunda-feira (8), ficaram definidas todas as regras de segurança sanitárias, que não foram informadas à Secretaria de Saúde.

"Nos causa estranheza que esse ofício só tenha sido encaminhado à Secretaria de Saúde às vésperas das eleições. Inclusive, ontem, na instauração da Comissão Eleitoral, ficaram definidas todas as regras das eleições e da segurança sanitária, as quais não foram reportadas à Secretaria de Saúde pelo atual presidente do conselho, Sr. Paulo Borba. Observamos com isso, que o intuito maior dos gestores do clube não é com relação à segurança sanitária, mas sim com a evidente insegurança da chapa da situação de concorrer a um pleito limpo, com lisura, como é o anseio e o apelo popular da torcida coral", diz inicialmente a nota.

LEIA MAIS:

>> Eleições do Santa Cruz estão adiadas, confirma presidente do Conselho Deliberativo

>> Santa Cruz prepara esquema de segurança sanitária para as eleições do clube

>> Veja os prós e os contras de quem assumir à presidência do Santa Cruz

>> Veja quem são os três candidatos à presidência na eleição do Santa Cruz

>> Sem títulos e acesso: Constantino Junior encerra gestão de forma melancólica no Santa Cruz

O postulante garante ainda na nota que o grupo de oposição está tentando interceder junto à Secretaria de Saúde a liberação para realização do pleito nesta quarta-feira, seguindo os protocolos de segurança contra a proliferação da covid-19. "É lamentável essa manobra para, mais uma vez, adiar a eleição de um clube que anda clamando por transparência, credibilidade e governabilidade. Estamos atuando junto ao secretário de Saúde para esclarecer que todas as normas de segurança sanitária para realização da eleição já haviam sido estabelecidas no dia de ontem pela Comissão Eleitoral", acrescenta.

COMISSÃO ELEITORAL

Por outro lado, o advogado e membro da Comissão Eleitoral, Jhonny Guimarães, explicou, em contato com a reportagem do Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, que o Conselho Deliberativo não tem poder para adiar as eleições. "O Conselho Deliberativo só tem poder de decidir algo se os conselheiros se reunirem e fizerem uma deliberação dentro das suas competências de estatuto. O Conselho Deliberativo não tem competência de tomar decisões desse nível na pessoa do Paulo Borba. No momento que se constitui uma Comissão Eleitoral, ela é responsável por definir as regras do pleito e, inclusive, já foi eleito o presidente da Assembleia. Então já existe poderes constituídos que vão regular esse processo eleitoral", pontuou.

Ele ratificou que o plano de ação elaborado pela Comissão Eleitoral atende o decreto estadual do Governo de Pernambuco, que restringe a realização de eventos corporativos e institucionais para 30% da capacidade do ambiente, com participação de no máximo 150 pessoas. "O clube apresentou um plano de ação em que menos de 100 pessoas estariam presentes simultaneamente em cada ambiente, respeitando o decreto e as restrições sanitárias, com protocolo de higienização, máscaras, distanciamento. São mais de 20 urnas, com máquinas separadas para idosos, respeitando tudo que é exigido pelas medidas sanitárias", acrescentou Jhonny Guimarães.

De acordo com o advogado, o estado de Pernambuco foi induzido ao erro pelo presidente do Conselho Deliberativo, Paulo Borba, que informou a participação de 2.000 sócios simultaneamente nas eleições do clube. "Ele (Paulo Borba), de forma oficiosa, sem ser através dos conselheiros, decidiu encaminhar um ofício dando a entender que seriam 2.000 sócios simultâneos. De fato, 2.000 sócios simultâneos excede o limite tolerado atualmente. Mas na verdade, o colégio eleitoral, em tempos normais, sem pandemia, representa algo entre 1.200 e 1.500 sócios, divido isso em 20 urnas em 10 horas de votação, dá uma média de seis pessoas por hora em cada urna. Ou seja, não há possibilidade de se fazer uma aglomeração fora desses parâmetros", disse.

"Deixando claro que a eleição não foi suspensa, porque a recomendação vinda da Secretaria da Saúde não é uma determinação, e sim uma recomendação dizendo que 2.000 sócios simultâneos é inviável nos parâmetros atuais. Não há nada que proíba as eleições", finalizou.

Veja a nota do ProSanta na íntegra:

        Tomamos conhecimento do ofício, que foi enviado pelo Santa Cruz ao governo do estado, sobre a viabilidade para realização das eleições amanhã, dia 10/02/21. Nos causa estranheza que esse ofício só tenha sido encaminhado à Secretaria de Saúde às vésperas das eleições. Inclusive ontem, na instauração da Comissão Eleitoral, ficaram definidas todas as regras das eleições e da segurança sanitária, as quais não foram reportadas à Secretaria de Saúde pelo atual presidente do conselho, Sr. Paulo Borba.

       Observamos com isso, que o intuito dos gestores do clube não é com relação à segurança sanitária, mas sim com a evidente insegurança da chapa da situação de concorrer a um pleito limpo, com lisura, como é o anseio e o apelo popular da torcida coral.

       É lamentável essa manobra para, mais uma vez, adiar a eleição de um clube que anda clamando por transparência, credibilidade e governabilidade.

       Estamos atuando junto ao secretário de Saúde, para esclarecer que todas as normas de segurança sanitária para realização da eleição, já haviam sido estabelecidas no dia de ontem pela Comissão Eleitoral.

 

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SANTA CRUZ

Últimas notícias