Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Náutico estuda pedir aplicação de multa por dia de atraso na reapresentação de Kevyn

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 11/03/2021 às 21:35
Kevyn era titular do Náutico antes de colocar o clube na justiça. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Kevyn era titular do Náutico antes de colocar o clube na justiça. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Dois dias após perder liminar na Justiça do Trabalho, o lateral-esquerdo Kevyn ainda não se reapresentou ao Náutico. Em entrevista ao Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, o vice-presidente jurídico do Timbu, Bruno Becker, explicou que existe a possibilidade do clube solicitar a aplicação de uma multa por dia de atraso na volta do jogador. Na última terça-feira, o Alvirrubro conseguiu revogar a rescisão indireta do vínculo obtida por Kevyn, que alegou o atraso de pagamentos e o não recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

"Nós vamos notificar o atleta. Em paralelo, também estamos estudando para pedir uma aplicação de multa por dia de atraso na reapresentação sob pena de ser caracterizado como abandono de emprego", afirmou Becker.

LEIA MAIS

> “Comigo os goleiros fazem milagres ou a bola bate na trave”, diz Vinicius sobre ter poucos gols no Náutico

> Náutico vê departamento médico encher e aproveita longo intervalo entre partidas para recuperar jogadores

> Náutico: exame confirma lesão no joelho esquerdo e Álvaro passará por cirurgia

Procurado pela reportagem, o executivo de futebol Ari Barros salientou que o "caso Kevyn" é a responsabilidade do departamento jurídico do Náutico. Ele evitou falar se o Timbu pretende aproveitar ou não o atleta. "Todos nós somos sabedores de que ele deveria ter se apresentado ontem (quarta-feira)", comentou o dirigente.

Kevyn já estava em Maceió e treinando no CSA. Nos bastidores, a informação é que o clube alagoano ofereceu um salário cinco vezes maior. Após a saída do lateral, o Náutico agiu rapidamente e fechou com Rafinha, que por coincidência, estava no Azulão do Mutange.

Últimas notícias