Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Chelsea vence Atlético de Madrid e nas quartas da Liga dos Campeões

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 18/03/2021 às 5:44
O Chelsea é comandado por Tuchel. Foto: AFP
O Chelsea é comandado por Tuchel. Foto: AFP
Leitura:

AFP - O Chelsea garantiu sua vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões ao vencer o Atlético de Madrid por 2 a 0, nessa quarta-feira, no jogo de volta das oitavas do torneio continental, em Londres.

O ponta-direita marroquino Hakim Ziyech abriu o placar aos 34 minutos e o lateral-esquerdo brasileiro Emerson fez 2 a 0 já nos acréscimos (90 + 3), eliminando os 'rojiblancos' a quem já haviam derrotado na partida de ida por 1 a 0.

"Foi uma vitória merecida, estou muito feliz. O mais importante é que os rapazes sintam a qualidade e a intensidade que colocaram no jogo", disse o técnico do Chelsea, Thomas Tuchel.

LEIA MAIS

> Uefa quer liberar a presença de público na Eurocopa

> Lateral-esquerdo, Juan Bernat renova com PSG até 2025

> Após cinco meses afastado, Pepe volta a ser chamado para seleção de Portugal

> “Deus” da Suécia, Ibrahimovic é convocado novamente para seleção

"Quartas de final significam que faltam apenas quatro jogos (até a final). É um grande passo e parece excelente", acrescentou.

Revitalizado por Tuchel, o Chelsea sofreu apenas dois gols em seu ainda curto período no comando e está em uma série de seis jogos consecutivos sem sofrer gols considerando todas as competições.

A equipe inglesa não chegava às quartas de final da Liga dos Campeões desde 2014, ano em que foi eliminada nas semifinais pelo próprio Atlético de Madrid.

O Atlético, que no ano passado venceu o Liverpool de virada na prorrogação para avançar às quartas de final, desta vez não conseguiu repetir a façanha.

"FORAM SUPERIORES"

"Obviamente, hoje eles foram superiores e quando uma equipe é superior você tem que aprender, reiniciar e voltar para seguir em frente", disse Diego Simeone, após o jogo.

O treinador do Atlético havia deixado claro no jogo anterior que só valia a pena vencer, mas a equipe espanhola se viu em Stamford Bridge diante de um Chelsea bem posicionado em seu campo, que soube superar a pressão avançada da equipe espanhola.

O time inglês assumiu o controle do jogo no primeiro tempo com mais de 75% de posse de bola em relação ao Atlético, que terminou a partida com dez jogadores devido à expulsão de Stefan Savic (81).

Ao time madrilenho restou apenas buscar suas chances em saídas rápidas à procura de João Félix e Luís Suárez.

O artilheiro uruguaio se despede da competição sem ter marcado um gol nesta temporada e manteve sua maldição particular, que o mantém sem gols nos jogos europeus fora de casa desde 2015.

Quase sem oportunidades, Suárez acabaria sendo substituído por Ángel Correa (59).

OBLACK ABRE O PLACAR

O cerco dos 'Blues' à meta de Jan Oblak teve que esperar meia hora para ser premiado, quando o marroquino Ziyech finalizou com um chute rasteiro por baixo de Oblak, após receber um passe de Timo Werner em um rápido contra-ataque (34).

Após o intervalo, o Atlético continuou a ser dominado pelo Chelsea, que diminuiu um pouco a intensidade, deixando aos rojiblancos um pouco mais de posse de bola, mas sem perder o domínio.

Com o passar dos minutos e a vantagem no placar, o time local foi ficando cada vez mais recuado, optando pelos contra-ataques para surpreender o 'Atleti'.

Os 'rojiblancos' avançaram com tudo em busca dos gols que lhes permitissem se classificar, mas a expulsão de Savic por dar uma cotovelada em Antonio Rudiger (81) os deixou com dez e Emerson, soube aproveitar um contra-ataque do Chelsea para garantir a vitória e a vaga (90+3).

Últimas notícias