Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Conmebol vai distribuir mais de 300 milhões de dólares entre clubes e seleções

Davi Saboya
Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 24/03/2021 às 6:01
O Palmeiras é o atual campeão da Libertadores. Foto: Twitter/Conmebol
O Palmeiras é o atual campeão da Libertadores. Foto: Twitter/Conmebol
Leitura:

AFP - A Conmebol vai distribuir mais de 300 milhões de dólares em contribuições e prêmios entre clubes e seleções da América do Sul ao longo deste ano, anunciou a organização esportiva nessa terça-feira.

"Apesar das adversidades provocadas pela crise sanitária, a Conmebol manteve os valores dos prêmios atribuídos aos participantes das suas competições e pretende distribuir mais de 300 milhões de dólares neste conceito entre clubes e seleções nacionais em 2021, estabelecendo um recorde neste domínio", disse a entidade em um relatório.

A soma cobre todos os torneios da entidade, inclusive a Copa América que será realizada na Argentina e na Colômbia entre junho e julho.

LEIA MAIS

> Bale espera voltar ao Real Madrid após empréstimo ao Tottenham

> Cristiano Ronaldo está ‘entusiasmado’ por jogar por Portugal em Turim

> Champions League é destaque no podcast Liga do Escrete; ouça o programa completo

O anúncio foi feito durante o 74º congresso ordinário da Conmebol, que se reuniu virtualmente nesta terça-feira, com a presença dos presidentes das dez associações e convidados especiais como o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Na assembleia, o balanço financeiro de 2020 foi aprovado por unanimidade, auditado "sem ressalvas" por uma empresa internacional especializada. Também foram aprovados o orçamento e o plano de investimentos para 2021.

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, destacou a ajuda de 95 milhões de dólares disponibilizados a clubes e associações para a antecipação de prêmios e ajudas diretas devido à pandemia, assim como a recuperação de 55 milhões de dólares de ex-dirigentes envolvidos em corrupção no escândalo que ficou conhecido como 'FifaGate'.

Últimas notícias