Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Veja como funciona a nova regra que limita troca de técnicos no Brasileirão

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 25/03/2021 às 0:12
Jair Ventura assumiu o Sport no Brasileirão do ano passado Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Jair Ventura assumiu o Sport no Brasileirão do ano passado Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou na noite desta quarta (24) a tabela da Série A do Campeonato Brasileiro 2021. O Sport estreia contra o Internacional, em Porto Alegre. Porém, a maior novidade do Brasileirão desse ano vai mudar a relação dos treinadores com os clubes.

O Conselho Técnico do Brasileirão aprovou a limitação da troca dos profissionais. Pela nova regra, o clube só poderá demitir uma vez o treinador para contratar outro. Por outro lado, o técnico só poderá pedir demissão uma vez. O clube pode até demitir uma segunda vez, mas será obrigado a utilizar um profissional das divisões de base ou da comissão técnica que esteja, no mínimo, seis meses no clube. Nesse caso, substituições de interinos não contam na regra.

LEIA MAIS

> Sport fecha contratação do atacante Santiago Tréllez

> Da queda na Copa do Brasil até a lanterna do Nordestão: Sport pressionado pelo péssimo início de temporada

> Sport: cobrança sim, mudança ainda não!

Proposta defendida pela CBF há três anos, a regra foi aprovada por maioria (11 a 9) e valerá tanto para clubes que queiram demitir seus treinadores quanto para técnicos que peçam demissão de seus times.

“É um grande avanço do futebol brasileiro, que fará bem tanto aos clubes quanto aos treinadores. Vai implicar em uma relação mais madura e profissional e permitir trabalhos mais longos e consistentes. É o fim da dança das cadeiras dos técnicos no futebol brasileiro”, enfatizou o presidente da CBF Rogério Caboclo. “Significa organização administrativa e planejamento financeiro”, completou.

ENTENDA A NOVA REGRA

O clube começará o Brasileirão com um técnico inscrito e, caso demita este treinador, poderá inscrever apenas mais um técnico. Em caso de segunda demissão, o profissional substituto tem que estar trabalhando no clube há pelo menos seis meses. Em caso de pedido de demissão por parte do treinador, o clube não sofrerá limitação para inscrever um novo técnico.

O técnico, uma vez inscrito no Brasileirão por um clube, só poderá se demitir uma vez, caso queira treinar outra equipe que dispute a competição. Se pedir demissão novamente, ele não poderá ser inscrito por outro time. Se for demitido pelo clube, o técnico não sofrerá nenhum tipo de limitação quanto à sua contratação por um novo time.

Últimas notícias