Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

"Santa Cruz não se preparou para Copa do Nordeste", diz João Brigatti após derrota para o Sport

LOURENÇO GADÊLHA
LOURENÇO GADÊLHA
Publicado em 01/04/2021 às 17:16
Com a derrota, o Santa Cruz fica em uma missão quase impossível na Copa do Nordeste. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Com a derrota, o Santa Cruz fica em uma missão quase impossível na Copa do Nordeste. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

A derrota por 2x1 para o Sport que praticamente eliminou o Santa Cruz da Copa do Nordeste apenas evidenciou uma falha no planejamento coral, que não almejava cair ainda na primeira fase do torneio regional. Ao menos isso é o que pontua o técnico João Brigatti. Nesta quinta-feira (1º), durante o primeiro pronunciamento após a derrota no Clássico das Multidões, já que a coletiva pós-jogo não aconteceu, o comandante afirmou que o Tricolor não se preparou adequadamente para disputar o torneio e, por isso, está pagando um 'preço alto'. Segundo Brigatti, o processo de mudanças no clube desde a eleição, no dia 18 de fevereiro, foram determinantes para o insucesso na Copa do Nordeste, uma vez que tudo isso vem acontecendo com a competição em curso.

"É uma situação muito séria. Inúmeras situações já citadas aqui como mudança de diretoria, comissão técnica, atletas.. Enfim, a gente não se preparou. O Santa Cruz não se preparou adequadamente para disputar uma competição tão difícil como a Copa do Nordeste. Estamos montando um elenco, tentando de todas as formas trazer atletas que se encaixam no perfil de vestir a camisa do Santa Cruz. Isso se paga um preço. Infelizmente, a gente está pagando um preço muito alto por não ter se preparado, por está se preparando ao longo da competição contra equipes já qualificadas, de Série A e que se prepararam melhor tanto fisicamente, como tecnicamente, com atletas, e com formatação do elenco, para disputar um campeonato tão difícil e cobrado como a Copa do Nordeste", disparou o técnico.

LEIA MAIS:

> Mesmo com derrota para o Sport, Jordan se destaca no Santa Cruz com a camisa de Barbosa

Copa do Nordeste no SBT: TV Jornal dá show de transmissão no Clássico das Multidões

Clássico quente, arbitragem ruim e Sport ainda vivo na Copa do Nordeste

Lanterna do grupo A, o Santa Cruz tem a pior campanha entre os 16 times participantes da Copa do Nordeste, com apenas três pontos somados em seis jogos. Aborrecido com a situação vivida pelo Tricolor, Brigatti afirmou que imaginava um outro panorama quando chegou ao clube. "Estou muito triste com essa situação, porque quando você é contratado, vislumbra uma situação totalmente diferente de poder classificar para a próxima fase, de chegar a final de um campeonato tão importante no cenário nacional. Que isso sirva de experiência para nós. Não adianta culpar um ou outro, porque foi o momento em relação principalmente a eleição, que você não teve tempo de fazer uma formatação adequada da equipe", ponderou.

>>  Ouça os gols de Santa Cruz 1×2 Sport nas ondas da Rádio Jornal

Em meio à um cenário difícil, com cinco derrotas e apenas uma vitória, Brigatti afirmou que chegou a mudar a forma de jogar, saindo de um modelo mais propositivo para um futebol mais reativo, de contra-ataque. Mesmo com a iminente eliminação, ele fez questão de ressaltar a raça do elenco. "A gente tem que enaltecer o espírito dos nossos atletas que não deixa de ser uma equipe guerreira, que busca a vitória sempre, independente da formatação. Mudei até a forma de jogar. Não gosto de jogar dessa maneira, gosto de propor o jogo. Só que por um momento delicado, tão importante dentro da competição, você acaba se adaptando com uma outra formatação para conquistar resultados e isso atrapalha demais nós, que gostamos de propor jogo e fazer um futebol diferente, além de atrapalhar o próprio futebol, que não dá uma qualidade que gostaríamos de passar para a torcida", declarou Brigatti.

Ainda na visão do técnico, o Clássico das Multidões teve dois tempos distintos. O primeiro, com mais oportunidades para o Santa Cruz. Já na segunda etapa, com superioridade do Sport. "Tivemos três boas oportunidade com 20 minutos de jogo com Pipico, Chiquinho e o pênalti, que numa infelicidade acabou batendo na trave. Poderíamos ali, com 15 ou 20 minutos, está com um placar de 2x0 no mínimo. Com a qualidade da equipe do Sport, nivelaram o jogo e conseguiram numa bobeira nossa fazer um gol. Depois, tivemos que correr atrás. A equipe do Sport voltou muito mais centrada no segundo tempo, criou inúmeras oportunidades que poderia ter dificultado para nós. Acho que foi um primeiro tempo onde tivemos uma qualidade boa, poderíamos ter feito gols e saído na frente, com um placar mais favorável. No segundo tempo, a equipe adversária dominou a partida, pelo menos até os 20 minutos, e teve seus méritos para poder fazer as finalizações que o nosso goleiro Jordan se comportou muito bem", concluiu.

 

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SANTA CRUZ

Últimas notícias