Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Diferença de apenas 38 votos serve como reflexão para Milton Bivar

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 10/04/2021 às 7:15
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Os apoiadores de Milton Bivar, assim como o próprio candidato eleito, estão comemorando a vitória nas urnas nas eleições do Sport. Campeão da Copa do Brasil no seu primeiro mandato (2007/2008), e com um acesso para a Série A na segunda passagem como presidente (2019/2020), Milton chega para mais dois anos à frente do clube de uma forma menos popular.

LEIA MAIS

> Milton Bivar é reeleito presidente do Sport para o biênio 2021-2022

> Fortalecido, Nelo Campos desmonta palanque após resultado da eleição

> Tumultos atrasam início da contagem dos votos da eleição do Sport

A diferença nas urnas é a prova disso. A disputa muito apertada em relação ao segundo colocado, Nelo Campos, é o reflexo disso. Apenas 38 votos (1.023 a 985). Delmiro Gouveia teve 232 e Eduardo Carvalho 119. E isso deve fazer o presidente reeleito fazer uma reflexão.

Mesmo com a permanência na elite, do título estadual em 2019 e do pagamento de dívidas, sobretudo até de André, qual o motivo de tanto acirramento no pleito? Terá sido só pelas eliminações da Copa do Brasil e Copa do Nordeste? Política clubística? Creio que não foi só isso. Os episódios lamentáveis de intimidação de membros da principal uniformizada do clube, que está banida pela Justiça, deram o tom negativo ao pleito. A confusão com as urnas antes da apuração também. Fatos para Milton Bivar analisar e tentar melhorar nessa sua próxima gestão, com desafios complicados pela frente.

Últimas notícias