Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Chelsea avança às semifinais da Champions, mesmo com derrota para o Porto

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 13/04/2021 às 19:58
Chelsea venceu jogo de ida por 2x0. Foto: AFP
Chelsea venceu jogo de ida por 2x0. Foto: AFP
Leitura:

AFP - O Chelsea se classificou para as semifinais da Liga dos Campeões apesar de ter perdido por 1 a 0 para o Porto nas quartas de final, nesta terça-feira em jogo disputado em Sevilha devido a restrições sanitárias em Portugal, graças à vitória de 2 a 0 no jogo de ida.

O iraniano Medhi Taremi foi o autor do único gol português, com uma linda bicicleta que chegou tarde demais, nos acréscimos (90 + 4), e não foi suficiente para ameaçar a classificação do Chelsea.

O time inglês vai enfrentar agora o vencedor do duelo desta quarta-feira entre Liverpool e Real Madrid (os espanhóis venceram o primeiro jogo, na capital espanhola, por 3 a 1).

"Fizemos o que tínhamos que fazer. Foi um duelo muito duro, talvez não seja bonito de assistir na televisão, mas do lado de fora foi uma partida muito intensa, muito rápida", disse o técnico dos 'Blues', Thomas Tuchel, após o jogo.

LEIA MAIS

> PSG perde para o Bayern de Munique, mas vai às semifinais da Liga dos Campeões

> Champions League é destaque no podcast Liga do Escrete; ouça o programa completo

> Conmebol divulga tabela da Libertadores; veja jogos do Flamengo

O treinador alemão elogiou a "fluidez" e a "agressividade" do ataque do Porto, "mas nos defendemos muito bem e não merecíamos sofrer o gol".

"Os rapazes resistiram no final. Merecemos vencer o Porto depois de 180 minutos difíceis", insistiu.

O técnico do Porto, Sérgio Conceição, também elogiou seu time. "Tivemos mais chances, mas nos faltou eficiência ofensiva. Fizemos um jogo fantástico. Estou muito orgulhoso dos jogadores. Foi um dos meus melhores jogos na Europa. Nós poderíamos ter marcado antes", disse ele à rede de televisão portuguesa TVI.

Embora o Porto precisasse marcar dois gols (e não sofrer nenhum) para ao menos forçar a disputa nos pênaltis, o jogo começou muito equilibrado, com os portugueses tentando sem sucesso chegar à meta defendida por Edouard Mendy e com os 'Blues' à espera do adversário.

PORTO SEM PEGADA

Houve muito pouco jogo proposto pelas duas equipes que pudesse alterar o placar no primeiro tempo, que terminou sem qualquer chute na direção do gol.

O Porto precisou de mais de uma hora de jogo e da entrada de Medhi Taremi para o jogador da seleção iraniana testar Mendy pela primeira vez, quando finalizou um cruzamento de Jesús Corona que o goleiro francês defendeu ao se lançar para a esquerda (65).

N'Golo Kante pôde começar a partida como titular pelo Chelsea depois de um problema na coxa e o meia francês criou uma boa chance para Kai Havertz, que não conseguiu finalizar com precisão.

Faltando 15 minutos para o fim, o técnico Sérgio Conceição queimou seus últimos cartuchos mudando toda a parte ofensiva do Porto, colocando o colombiano Luis Díaz, o brasileiro Evanilson e Wilson Manafá.

Mas os 'Blues' se mantiveram bem organizados na defesa, apesar dos problemas físicos sofridos no final pelo veterano zagueiro brasileiro Thiago Silva, com câimbras, e do golaço de Taremi, com uma espetacular bicicleta, que veio tarde demais.

O Chelsea não se classificava para as semifinais da principal competição europeia de clubes desde 2014, dois anos depois de ter conquistado a 'Champions' pela primeira e única vez.

O time londrino nunca tinha perdido um confronto europeu de mata-mata depois de vencer o jogo de ida fora de casa e essa marca permaneceu intacta.

A classificação permite também aos 'Blues' ultrapassarem o Manchester United no ranking das equipes inglesas que mais disputaram as semi-finais da Liga dos Campeões, com 8 participações.

Uma mudança espetacular para um time que parecia morto em janeiro, quando o clube decidiu demitir Franck Lampard, quando estava longe do topo da Premier League (atualmente é o quinto e luta para se classificar para a próxima Liga dos Campeões) e parecia sem muito futuro na Europa.

Últimas notícias