Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Cena idealizada por Rodriguinho aconteceu duas vezes na final da Copa do Nordeste

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 09/05/2021 às 9:41
Bahia foi campeão da Copa do Nordeste de 2020. Foto: Bahia/ Divulgação
Bahia foi campeão da Copa do Nordeste de 2020. Foto: Bahia/ Divulgação
Leitura:

Na ótima entrevista coletiva conjunta com Dado Cavalcanti e Rodriguinho, do Bahia, e Guto Ferreira e Richard, do Ceará, na última sexta-feira, um dia antes da final da Copa do Nordeste, o meia do Tricolor de Aço, quando lhe foi pedido para fazer uma pergunta para o arqueiro do time alvinegro, brincou ao indagá-lo "para que lado ele pularia em caso de pênalti, para que ele, logicamente, pudesse fazer o gol com mais tranquilidade.

LEIA MAIS

E por ironia do destino, a cena foi traduzida no jogaço de ontem no Castelão. E não uma vez. Duas vezes! O primeiro gol do Bahia foi justamente de pênalti, após o VAR avisar ao árbitro do toque de mão do zagueiro Luiz Otávio dentro da área, após desvio de cabeça de Gilberto. Rodriguinho bateu alto, firme. E os dois voltaram a ficar frente a frente na disputa por pênaltis. O camisa 10 do Tricolor de Aço converteu de novo, contribuindo para que os baianos vencessem por 4x2 - no tempo normal, deu Bahia, 2x1.

Uma vitória gigante do tricolor, que desbancou um Ceará muito bem organizado por Guto Ferreira e que não perdia um jogo de Copa do Nordeste havia 13 partidas. Mas perdeu. E quando não podia. A derrota em casa, evidente, gera uma enorme frustração, mas o Vozão está no caminho certo, dentro e fora de campo. E ainda tem grandes objetivos na temporada, como a Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro. Mesma situação do Bahia, agora tetracampeão da Copa do Nordeste. Ambos têm tudo para disputarem bem a Série A. Que Fortaleza e, principalmente o Sport, melhorem para fazer o mesmo.

DADO

Pernambucano de Arcoverde, Dado Cavalcanti escreveu seu nome na história dos técnicos campeões da Copa do Nordeste. Está ao lado de grandes treinadores, como o conterrâneo Givanildo Oliveira, campeão pelo Sport em 1994. Celso Roth (2000) e Eduardo Baptista (2014) foram os comandantes nas outras conquistas do Leão . Já o Santa Cruz, campeão em 2016, tinha Milton Mendes no cargo. Técnicos famosos, como Evaristo de Macedo (Bahia, 2001) e Rogério Ceni (Fortaleza, 2019), também já faturaram a taça, além, claro, do próprio Guto Ferreira, vencedor com o Bahia em 2017 e com o Ceará em 2020.

Últimas notícias