Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Final entre Sport x Náutico coloca à prova a melhor defesa contra o ataque mais poderoso do Pernambucano

LOURENÇO GADÊLHA
LOURENÇO GADÊLHA
Publicado em 11/05/2021 às 12:04
Sport e Náutico vão decidir outra vez o Campeonato Pernambucano. Foto: Anderson Stevens e Alexandre Gondim/JC Imagem
Sport e Náutico vão decidir outra vez o Campeonato Pernambucano. Foto: Anderson Stevens e Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Sport e Náutico vão decidir o Campeonato Pernambucano a partir deste domingo (16), quando a bola rola às 16h, em local a ser definido, para a primeira metade da grande final. O Clássico dos Clássicos coloca frente a frente não apenas dois dos times mais tradicionais do Estado, como também proporcionará um duelo direto do melhor ataque da competição - o Timbu - contra a melhor defesa - o Leão. Quem conseguir superar à qualidade do adversário em suas maiores características nos 180 minutos, será o vencedor do certame em 2021.

MURALHA RUBRO-NEGRA

O número defensivo, favorável ao Sport, mandante no primeiro jogo, se justifica, inicialmente, nas características dos dois comandantes rubro-negros na temporada. Tanto Jair Ventura quanto Umberto Louzer possuem um modelo de jogo onde o time é montado para tomar poucos gols nas competições. E isso ficou muito claro no Campeonato Pernambucano, quando a 'muralha' do Leão sofreu apenas quatro gols em 10 jogos, sendo oito a menos que o rival. É de longe o melhor desempenho entre todos os times do Estadual e pode ser um diferencial para defrontar o melhor ataque do certame na final.

Curiosamente, o Sport teve algumas alterações no sistema defensivo nesta temporada. No gol, por exemplo, já passaram Luan Polli, Carlos Eduardo e Mailson, responsável pela meta rubro-negra atualmente. No entanto, o bom nível de atuação está justamente na linha de quatro defensiva, que não leva um gol no Pernambucano a sete jogos. A última vez que isso aconteceu no certame foi no empate contra o Santa Cruz por 1x1, no dia 14 de março. O entrosamento de Patric, Iago Maidana, Adryelson e Sander, com Marcão fazendo a proteção na cabeça de área, transformou a defesa em um pilar importantíssimo de sustentação do Leão nos desafios à seguir.

LEIA MAIS:

Náutico x Sport: quem será o campeão pernambucano de 2021? Vote na enquete

Náutico x Sport: decisão com favorito, mas que só se define no apito final

Sport ganhou 12 finais e perdeu seis para o Náutico; veja a relação

Sport e Náutico são os representantes de Pernambuco na Copa do Nordeste de 2022

ARTILHARIA ALVIRRUBRA

Se o Sport tem como ponto mais forte a defesa sólida, o Náutico tem a artilharia pesada como sua principal característica. Ao menos é o que mostram os números. O time comandado pelo técnico Hélio dos Anjos já fez 26 gols no Campeonato Pernambucano, nove a mais do que o rubro-negro. A maior parte deles, inclusive, foram marcados justamente pelo ímpeto ofensivo aguçado do trio de ataque titular no alvirrubro: Kieza - artilheiro da competição com nove gols - Erick e Vinicius, vice-artilheiros, com cinco gols cada. Juntos, marcaram 19 dos 26 gols do Timbu no certame.

Além do trio, também balançaram as redes com a camisa do Timbu o meia Jean Carlos (2), o lateral/ponta Bryan (2), o meia-atacante Giovanny (1), o volante Rhaldney (1) e o zagueiro Wágner Leonardo (1). Artilheiro do campeonato, chama atenção ainda mais o desempenho de Kieza, que sozinho tem mais que o dobro dos gols marcados pelo centroavante titular do Sport, Mikael, que balançou as redes quatro vezes. O maior desafio para o técnico Hélio dos Anjos, no entanto, será encontrar um maior equilíbrio entre a defesa e o ataque, já que apesar de fazer muitos gols, o Timbu também têm sido vazado com frequência. Foram 12 tentos sofridos em 10 jogos.

CLÁSSICO ANTERIOR

Na primeira fase do Estadual, Sport e Náutico se enfrentaram na Ilha do Retiro, com vantagem para o Leão, que venceu por 3x0 com gols de Neilton, Adryelson e um contra de Ronaldo Alves. Na ocasião, a defesa rubro-negra não foi vazada pelo melhor ataque do campeonato. Com isso, para o torcedor leonino, fica a lembrança de já ter vencido, nesta mesma competição, esse mesmo time do rival. Já para o torcedor alvirrubro, fica a esperança que desta vez seja diferente. É válido lembrar ainda que naquele jogo, o Timbu entrou em campo sem quatro titulares.

 

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Últimas notícias