Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Fred Domingos chama súmula de Náutico e Sport de mentirosa e afirma que sofreu agressão

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 25/05/2021 às 12:15
Diretor de futebol, Fred Domingos dentro do gramado dos Aflitos. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Diretor de futebol, Fred Domingos dentro do gramado dos Aflitos. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

A súmula do clássico entre Náutico e Sport segue gerando polêmicas. Desta vez quem se pronunciou foi o diretor de futebol do Sport, Fred Domingos, que chamou o registro pós jogo assinado pelo árbitro Rodolpho Toski Marques de mentiroso. Em entrevista ao comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal, o dirigente leonino diz que em nenhum momento se dirigiu ao árbitro da partida, mas sim ao presidente da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol, Salmo Valentim. Fred também relatou que disse para Salmo que o árbitro estava decidindo o Campeonato Pernambucano de forma errônea.

"As imagens representam exatamente a realidade dos fatos e que essa afirmativa feita na súmula é extremamente mentirosa. Quando os jogadores do Sport partiram para cima da arbitragem, comecei a descer das cadeiras e entrei naquela parte por trás da barra, me dirigindo exclusivamente ao presidente da ANAF, Salmo Valentim. E disse a Salmo que o árbitro de vídeo estava decidindo o Campeonato Pernambucano de maneira errônea pela primeira vez na história, o que foi corroborado pelo pronunciamento de um dos maiores árbitros que o Brasil já teve: Wilson de Souza. Em nenhum momento dirigi palavras ofensivas ao árbitro", afirmou Fred.

Apesar desse relato de Fred, a súmula aponta que o dirigente do Sport xingou fortemente a arbitragem, tendo chamado o árbitro de "ladrão filho da p...", de "vagabundo" e outros xingamentos apresentados pelo juiz Rodolpho Toski Marques. O registro pós jogo feito pelo juiz também revela que os jogadores do Sport agrediram verbalmente a equipe de arbitragem e, mais do que isso, alguns tentaram agredir a equipe de árbitros, além de acertarem um dos integrantes da FPF. Confira, abaixo, a versão completa da arbitragem e que está na súmula.

Confusão com o presidente da FPF

A confusão pós jogo ainda teve um novo capítulo. Quando estava indo para o vestiário, Fred Domingos se aproximou de Paulo Wanderley e Evandro Carvalho, vice-presidente e presidente da Federação Pernambucana de Futebol, respectivamente, e bateu palmas, além de um aperto de mão. De acordo com Fred, a intenção foi parabenizar. No entanto, ainda segundo o dirigente leonino, Evandro não entendeu desta forma, o que ocasionou num empurra-empurra, rapidamente impedido por quem estava perto.

"Quando estava indo para o vestiário me dirigi ao presidente da FPF, parabenizando ele e Paulo Wanderley. E ele achou que eu estava ironizando. Mas a única coisa que eu disse a ele foi: "Evandro, você não precisava nem ter feito jogo, era só ter dado a taça para o Náutico". E aí ele disse: "Você quer me agredir?", e aí depois botou as mãos nos meus peitos e me empurrou. Se tem alguém que sofreu agressão fui eu. As imagens estão aí e vão ser usadas pela minha defesa no Tribunal", disparou Fred Domingos.

Entenda o caso

Após o fim da partida, jogadores, membros da comissão técnica e diretores do Sport partiram em direção ao trio de arbitragem. Foi preciso a segurança intervir e proteger o juiz e auxiliares na saída para o vestiário. Nesse momento, Toski frisou que expulso o volante Ronaldo Henrique, do Sport, após agressões verbais.

A indignação dos rubro-negros aconteceu por causa da repetição do pênalti do atacante Giovanny, do Náutico, que foi defendido pelo goleiro Mailson. O VAR apontou que o arqueiro rubro-negro se adiantou antes da cobrança. Na repetição, o jogador alvirrubro converteu, em seguida, Marquinhos perdeu e Kieza liquidou o título para o Náutico.

O que diz a regra?

Na quarta cobrança do Timbu, Giovanny bateu e Mailson defendeu, mas o árbitro de vídeo (VAR) apontou que o goleiro do Leão se adiantou, mandando voltar a cobrança. Segundo a regra 14 do futebol, “quando a bola for tocada, o goleiro deve ter ao menos uma parte de um dos seus pés tocando ou alinhada verticalmente com a linha do gol”.

Giovanny era o quarto cobrador do Náutico e deu um chute sem força na bola, mirando o centro do gol. Mailson não caiu para nenhum dos lados, apenas pulou e agarrou. O VAR observou justamente que, antes que Giovanny tocasse na bola, o goleiro do Sport já estava com os dois pés fora da linha, quebrando a regra 14. Por isso, acionou o árbitro Rafael Toski e o avisou sobre a irregularidade da penalidade. Na segunda cobrança, Giovanny marcou o gol. Clique aqui e confira tudo sobre a regra.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Últimas notícias