Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Uefa anuncia que a final da Champions League terá 16.500 espectadores

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 25/05/2021 às 21:12
Manchester City e Chelsea brigam pela taça da Champions League desta temporada na final. Foto: UEFA/Divulgação
Manchester City e Chelsea brigam pela taça da Champions League desta temporada na final. Foto: UEFA/Divulgação
Leitura:

AFP - Até 16.500 espectadores poderão assistir à final da Liga dos Campeões entre o Chelsea e o Manchester City, no sábado, no Porto, ou seja, 33% da capacidade do estádio, anunciou a Uefa nesta terça-feira após a abertura da venda de ingressos.

Para este jogo em Portugal, inicialmente agendado para Istambul, na Turquia, e transferido em meados de maio para permitir a circulação dos torcedores ingleses, a Uefa distribuiu 6.000 ingressos para cada um dos finalistas.

A estes 12.000 vão se juntar os tradicionais convites, assim como "1.700 ingressos reservados ao público em geral", vendidos a partir de segunda-feira às 12h00 GMT (9h, pelo horário de Brasília) "de acordo com o princípio de quem vier primeiro, compra primeiro", disse a Uefa.

LEIA MAIS

> Mandzukic se despede do Milan após seis meses

> Sem Sergio Ramos, Luis Enrique convoca Espanha para Eurocopa

> Suárez agradece e se emociona: “Me menosprezaram e o Atlético me abriu as portas”

Os preços são divididos em quatro categorias, variando de 70 euros a 600 (85-735 dólares).

Devido à pandemia, o acesso ao estádio será condicionado "a um teste negativo para covid-19" e os espectadores estrangeiros "terão de respeitar as condições de entrada no território", afirmou a Uefa.

Como Portugal está na "lista verde" das autoridades britânicas, nem os jogadores ingleses nem os torcedores serão obrigados a entrar em quarentena quando regressarem.

Para organizar o jogo mais esperado da temporada, a Uefa teve de encontrar uma solução, já que o Reino Unido impôs pesadas restrições de viagem à Turquia no dia 7 de maio.

A confederação europeia explorou a possibilidade de realizar a final na Inglaterra, mas o governo britânico precisava permitir que a mídia, autoridades e convidados entrassem em seu território sem serem colocados em quarentena.

Por fim, a Uefa optou pela cidade do Porto. Será o segundo ano consecutivo que Portugal recebe a decisão da Liga dos Campeões. Em 2020, Lisboa organizou o chamado 'Final 8' a partir das quartas de final da Champions, com oito equipes se enfrentando em jogos únicos até a final.

Últimas notícias