Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Kevyn encaminha acerto com o CSA após ter rescisão publicada no BID; Náutico tenta reverter

LOURENÇO GADÊLHA
LOURENÇO GADÊLHA
Publicado em 01/06/2021 às 14:53
Kevyn era titular do Náutico antes de colocar o clube na justiça. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Kevyn era titular do Náutico antes de colocar o clube na justiça. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Depois de conseguir na Justiça do Trabalho a liberação unilateral do contrato com o Náutico na última semana, o lateral-esquerdo Kevyn teve a rescisão publicada oficialmente nessa segunda-feira (31) no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Livre no mercado, o defensor encaminhou um acerto com o CSA até o fim da temporada, conforme explicou o executivo de futebol do clube, Rodrigo Pastana em entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal. É válido lembrar que o clube alagoano tenta viabilizar a contratação do atleta desde fevereiro, quando Kevyn acionou o Timbu na Justiça após ter recebido uma sondagem do Azulão.

"Ele (Kevyn) está acertando um contrato até o final do ano pra disputar a Série B pelo CSA. Não tememos mais nenhuma reviravolta, até porque a justiça deu direito ao atleta de procurar outro clube devido ao tempo de inatividade e ao tempo de que ele não teve seus pagamentos devidos. Enfim, todo o imbróglio jurídico que eu não sou capaz de descrever, mas ele é jogador do CSA sim e estará apto para jogar já contra o Sampaio Corrêa", explicou.

LEIA MAIS:

Peça importante no Náutico, Rhaldney continua com dores e ainda não tem previsão de retorno

Recuperado de lesão, Álvaro fica à disposição no Náutico e projeta retorno da ‘boa fase de 2019’

Blog do Torcedor no Ar faz um balanço das estreias de Náutico, Santa Cruz e Sport no Brasileiro

Técnico do Náutico elogia competitividade de Jean Carlos: “É o melhor momento da carreira dele”

No entanto, a cúpula alvirrubra, por meio do vice-presidente jurídico, Bruno Becker, enxergou com naturalidade a publicação da rescisão do atleta junto ao Náutico no BID e prometeu tentar reverter a decisão, que é uma consequência imediata da sentença proferida pela juíza Marília Leal Montenegro Spinelli na última terça-feira (27). Na ocasião, ela concedeu a rescisão unilateral do contrato do defensor com o clube alvirrubro por atrasos salariais e não recolhimento do FGTS, condenando o Timbu a pagar R$ 70.050,68 ao lateral.

"Isso não é nada extraordinário que o clube já não estivesse esperando. Quando nós interpomos o recurso que será feito até a sexta-feira (4), a ideia é que seja revogado a liminar que foi concedida na sentença. Foi justamente essa liminar que autorizou a rescisão ser publicada no BID. Talvez já na semana que vem nós consigamos a decisão do tribunal revogando essa liminar, assim como conseguimos lá no início do processo revogar a decisão concedida por essa mesma juíza. Caso a gente consiga revogar essa segunda liminar, na semana que vem Kevyn volta a ter vínculo com o clube, constando no BID da CBF como jogador do Náutico", declarou na Rádio Jornal.

SEM ACORDO

Ainda segundo Bruno Becker, não há a menor possibilidade do Náutico fazer algum acordo com o atleta para que ele seja liberado de forma amigável. A única hipótese para isso seria uma compensação financeira por parte do CSA ou de qualquer outra equipe interessada no atleta. "Não fizemos acordo algum com com o atleta e nem vamos fazer. O que o Náutico quer é que seja cumprido o que está no contrato. Caso o CSA ou qualquer outro queira pagar multa, a gente libera o atleta. O posicionamento do Náutico não mudou em absolutamente nada, até porque continuamos achando que o nosso direito é bom e as liminares que nós caçamos dá indícios disso", afirmou.

"Vamos seguir firme brigando judicialmente até o final do processo, até o trânsito em julgado, isso pode levar a meses ou anos e até lá quem contratar o atleta vai, pode ser surpreendido a qualquer momento com a rescisão do contrato do atleta com esse clube que o contratar e a volta do atleta para o Náutico", concluiu o vice-presidente jurídico alvirrubro, Bruno Becker.

Últimas notícias