Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Ilha do Retiro

Veja a carta de renúncia de Milton Bivar da presidência do Sport

Bivar tinha sido reeleito em abril para o biênio 2021-2022

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 14/06/2021 às 22:48
Notícia
DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
Milton Bivar tinha sido reeleito presidente do Sport para o biênio 2021-2022 - FOTO: DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

A renúncia de Milton Bivar da presidência do Sport deverá ser oficializada apenas nesta terça-feira. No entanto, a reportagem do Jornal do Commercio e Blog do Torcedor teve acesso ao documento que o mandatário vai enviar ao Conselho Deliberativo do Leão. Na carta, Bivar explicou os motivos que o levou a tomar a drástica decisão, entre eles, a necessidade de cuidar da saúde. De acordo com informações apuradas, Milton precisa realizar duas cirurgias. O texto foi lido na íntegra (veja no fim da matéria) pelo comentarista Ralph de Carvalho na Rádio Jornal.

LEIA MAIS

> Saída de Milton Bivar do comando do Sport ganha força na Ilha do Retiro

> Marcão diz que “não existe culpado” no Sport pela derrota para o Fortaleza

> Elenco do Sport se reapresenta na tarde desta terça (15); veja programação até o jogo contra o Grêmio

> Jogo entre Sport e Grêmio, na quinta-feira, tem horário antecipado

> Louzer lamenta derrota para Fortaleza e exalta desempenho do Sport até expulsão

> Torcida do Sport critica Maidana em falha na derrota para o Fortaleza

Dessa maneira, seguindo o estatuto do Sport, o vice-presidente Carlos Frederico assumirá de forma provisória e convocará novas eleições para o Leão. Lembrando que a decisão de Milton Bivar está sendo tomada pouco mais de dois meses depois da eleição para o biênio 2021-2022. O, agora, ex-presidente, venceu o principal opositor com uma vantagem de 38 votos no dia 9 de abril.

VEJA O QUE DIZ O ESTATUTO

Art. 86. Decorrido metade do mandato do Presidente Executivo, se houver a vacância do cargo, este será assumido pelo Vice-Presidente Executivo, pelo restante do mandato.

§1º. Ocorrendo a vacância do cargo de Presidente Executivo antes de alcançada a metade do mandato, será realizada eleição para o cargo no prazo máximo de quinze dias e a substituição pelo Vice-Presidente Executivo será provisória, até à posse do eleito.

§2º. O Vice-Presidente, no exercício provisório do cargo de Presidente Executivo, dará continuidade às ações por este desenvolvidas.

CONFIRA

Nenhuma descrição disponível.

Nenhuma descrição disponível.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Comentários

Últimas notícias