Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

BRASILEIRÃO

100% Timbu: Náutico vence Botafogo e mantém invencibilidade na Série B

Líder isolado, Náutico bateu o Botafogo por 3x1 nos Aflitos

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 20/06/2021 às 18:06
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Com gols de Pedro Castro, contra, Jean Carlos e Paiva, o Náutico bateu o Botafogo por 3x1 - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Cinco jogos, cinco vitórias. Esse é o histórico do Náutico nessa Série B do Campeonato Brasileiro após vencer o Botafogo por 3x1 em jogo que teve de tudo: expulsão, pênalti perdido e feito, discussão e golaço na tarde deste domingo (20). Mesmo com chance desperdiçada por Kieza durante a partida, o Timbu teve uma nova oportunidade para manter os 100% no Brasileirão. Pedro Castro, contra, Jean Carlos, de pênalti, e Guillermo Paiva foram os autores dos gols alvirrubros. Felipe Ferreira descontou para o Botafogo.

O Náutico igualou a marca do Guarani de 2009, com vitória nas cinco primeiras rodadas da Série B. Naquele ano, a equipe paulista conquistou o acesso na segunda colocação. Agora o Timbu fica a uma vitória de bater o recorde do Corinthians em 2008, que chegou numa sequência de seis vitórias. O Timão foi campeão com folga naquela temporada.

Confira os gols:

Com a vitória, o Náutico também quebrou um jejum de 9 anos sem vencer o Botafogo. A última vitória havia sido na Série A de 2012, quando o Timbu bateu o Fogão por 3x2 nos Aflitos.

O Náutico volta a campo já na próxima quarta-feira (23). O Timbu irá enfrentar o Londrina, no Paraná, às 16h para manter a sequência de vitórias na Série B.

O Jogo

Em partida entre favoritos ao acesso, já era esperado um confronto agitado. Já no início da partida, Hélio dos Anjos foi expulso por reclamação exagerada após Jean Carlos tomar uma cotovelada do lateral Warley, do Botafogo. O atleta do alvinegro recebeu amarelo junto com Vinicius, do Náutico, também punido por reclamação.

Movimentado, o Botafogo passou boa parte do primeiro tempo no setor ofensivo e tentando acertar o último passe para concluir as jogadas. A primeira finalização do alvinegro foi aos 14 minutos, com Marco Antônio, mas Alex Alves foi seguro na defesa.

O Náutico abriu o placar após responder esse lance. Aos 15 minutos, Erick chegou pela ponta direita e finalizou com desvio da defesa para escanteio. Jean Carlos cobrou a bola na pequena área, mas acabou batendo na cabeça de Pedro Castro, meia do Botafogo, e indo para o fundo das redes. A equipe carioca ainda tentou revidar logo em seguida, com falta perigosa cobrada por Paulo Victor, mas Alex Alves fez uma bela defesa.

Após o gol, o Timbu melhorou na partida. O Botafogo, que tinha a maior posse de bola, passou a esperar o Náutico propôr o jogo para atuar de forma reativa. Aos 40 minutos, ambas equipes tinham quatro finalizações. Até o final da primeira etapa, a equipe carioca conseguiu chegar mais vezes no ataque, enquanto a pernambucana tentou manter a bola nos pés por mais tempo.

Segundo Tempo

O segundo tempo também começou movimentado, com chute forte de Pedro Castro e mais uma bela defesa de Alex Alves. Aos 10 minutos, o meia tentou novamente na pequena área, cara a cara com o goleiro alvirrubro, que se saiu melhor mais uma vez. O Botafogo chegava com perigo mais vezes, enquanto o Náutico só conseguiu finalizar aos 14 minutos, após Kieza cabecear, para fora, uma bola cruzada por Vinícius.

A equipe alvirrubra poderia ter ampliado ainda aos 22 minutos após Erick sofrer um pênalti. Kieza foi para a cobrança e bateu do lado direito da barra, mas o goleiro Douglas Borges fez boa defesa e evitou o segundo gol do Náutico.

O Timbu acabou pagando pelos seus erros. Em troca de passes na entrada da grande área, Camutanga acabou falhando e a bola sobrou para Rafael Moura. O atacante rolou a bola para Diego Gonçalves, que deu nos pés de Felipe Ferreira para bater no contra-pé do goleiro e empatar a partida aos 30 minutos.

Mas o dia foi iluminado para o Náutico. Hereda brigou por uma bola na grande área e recebeu entrada faltosa. Mais um pênalti. Dessa vez, Jean Carlos foi para a cobrança e botou o Timbu à frente do placar aos 44 minutos. Ainda insatisfeitos, os alvirrubros ainda mataram o jogo aos 50 minutos, com um golaço de Guillermo Paiva para manter os 100% na Série B 

FICHA DO JOGO - NÁUTICO X BOTAFOGO

Náutico - Alex Alves; Hereda, Wagner, Camutanga e Bryan; Matheus Trindade (Luiz Henrique), Rhaldney (Marciel) e Jean Carlos; Erick (Paiva), Vinicius (Matheus Carvalho) e Kieza (Giovanny). Técnico: Hélio dos Anjos.

Botafogo - Douglas Borges; Warley (Daniel Borges), Kanu, Gilvan e Paulo Victor; Luís Oyama, Pedro Castro (Rafael Moura), Marco Antônio (Felipe Ferreira), Chay (Diego Gonçalves) e Guilherme (Barreto); Rafael Navarro. Técnico: Marcelo Chamusca.

Local: Estádio dos Aflitos, Recife-PE.

Árbitro: Wanderson Alves de Sousa (MG).

Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Frederico Soares Vilarinho (ambos de MG).

Gol: Pedro Castro (contra), aos 15 do 1ºT, Jean Carlos (pênalti), aos 44 do 2ºT, e Paiva, aos 50 do 2ºT (N); Felipe Ferreira, aos 30 do 2ºT (B).

Cartões amarelos: Vinicius, Camutanga, Wagner, Matheus Trindade e Hereda (N); Warley, Rafael Carioca, Kanu, Pedro Castro, Guilherme e Rafael Moura (B).

Cartões vermelhos: Hélio dos Anjos (N).

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias