Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Libertadores

Delegação do Boca Juniors é levada para delegacia após confusão em jogo contra o Atlético-MG; entenda

Cenas lamentáveis foram registradas nos bastidores do Mineirão

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 21/07/2021 às 1:15
Notícia
AFP
No campo, o Atlético-MG levou a melhor em cima do Boca Juniors nos pênaltis - FOTO: AFP
Leitura:

Com informações de Estadão Conteúdo

Após a eliminação para o Atlético-MG, nas oitavas de final da Libertadores, a delegação do Boca Juniors foi levada para a delegacia pela Polícia Militar de Minas Gerais. Isso porque depois do jogo houve uma briga generalizada entre as partes nos vestiários do estádio Mineirão. Apesar da ida para a 6ª Delegacia Regional da Polícia Civíl, em Belo Horizonte, no início da madrugada desta quarta-feira, ninguém será detido.

LEIA MAIS

Vasco atua com rapidez e anuncia contratação de Lisca como novo treinador

Após deixar São Paulo, pernambucano Hernanes diz já ter recebido proposta: "Estou avaliando"

Oito membros da delegação argentina foram identificados inicialmente pela PM. Foram eles: O goleiro Javier Garcia, os zagueiros Carlos Zambrano, Carlos Izquierdoz e Marcos Rojo, o atacante Sebastián Villa, o preparador de goleiros Fernando Gayoso, o auxiliar Leandro Somoza e o dirigente Raul Cascin. O delegado da partida chegou a ser agredido durante o tumulto.

Os argentinos irão responder por lesão corporal, agressão e depredação do patrimônio público. O diretor do Boca Juniors, Jorge Bermúdez, também foi identificado na confusão. Um representante do Consulado da Argentina auxilia a delegação no caso.

A delegação do Boca Juniors corre risco de perder o voo de volta para casa que estava programado para esta madrugada. Membros do Atlético-MG, não identificados, ainda foram levados para delegacia.

ENTENDA

O jogo entre Atlético-MG e Boca Juniors não terminou após a cobrança do pênalti de Everson que fechou o placar em 3 a 1. Inconformado com a eliminação após ter um gol anulado no tempo normal, o elenco argentino causou destruição no Mineirão, buscou briga e foi até a porta do vestiário dos mineiros para "caçar confusão".

Vídeos gravados por integrantes do clube mineiro e divulgados nas redes sociais mostram quando os jogadores do Boca atravessaram os corredores dos vestiários do estádio derrubando grades de proteção, atirando objetos e partindo para cima dos seguranças. Alguém aparece dizendo nos vestiários que os atleticanos estavam prontos para um embate.

Comentários

Últimas notícias