Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Espanha

Barcelona anuncia acordo amigável com Neymar para encerrar disputa judicial

A ida do craque brasileiro para o Paris Saint-Germain custou 222 milhões de euros

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 27/07/2021 às 8:07
Notícia
AFP
Neymar foi contratado pelo PSG em 2017 - FOTO: AFP
Leitura:

AFP

O Barcelona anunciou nessa segunda-feira (26) que chegou a um acordo "amigável" com o astro brasileiro Neymar para encerrar todos os processos judiciais pendentes entre as duas partes, mas sem revelar o valor da transação.

Várias disputas permaneceram em aberto entre o clube e o jogador de 29 anos, que atuou no clube catalão de 2013 a 2017, especialmente em relação ao bônus de renovação prometido a Neymar antes da sua saída abrupta para o Paris Saint-Germain em 2017, uma transferência que atingiu o valor de 222 milhões de euros.

"O clube e o jogador assinaram um acordo transacional para pôr fim a processos judiciais pendentes entre ambas as partes", explicou o Barça em um comunicado.

LEIA MAIS

Por que Neymar não foi para as Olimpíadas de Tóquio?

Casa de Neymar invadida: o que se sabe sobre a invasão na residência do craque do Paris Saint-Germain na França

Neymar paga aposta que devia a Juliette

No total eram quatro ações entre Neymar e Barcelona: três na jurisdição trabalhista e um processo cível, lembrou o clube.

O atacante do PSG recorreu à justiça para reivindicar o valor que havia sido acordado em 2016 na renovação do seu contrato até 2021, que era de 64,4 milhões de euros brutos (72,3 milhões de dólares).

O Barcelona fez um primeiro pagamento de 20,75 milhões (23,3 milhões de dólares), mas quando Neymar se transferiu para o PSG em agosto de 2017 - pelo valor recorde de 222 milhões de euros - o clube espanhol não pagou os demais 43,6 milhões de euros brutos exigidos pelo jogador.

Em junho de 2020, a justiça espanhola rejeitou a reivindicação de Neymar e também condenou o jogador a pagar 6,79 milhões de euros (7,6 milhões de dólares) por "quebra de contrato".

Ao encerrar o contrato antes do prazo, Neymar "não tinha direito ao recebimento da quantia", conforme decisão do tribunal da cidade de Barcelona.

O jogador havia iniciado outro processo em que exigia 3 milhões de euros (3,5 milhões de dólares) ao FC Barcelona, correspondentes ao seu último mês no clube antes de assinar com o Paris Saint-Germain.

Comentários

Últimas notícias