Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

DÍVIDAS TRABALHISTAS

Sede e estádio do Náutico vão a leilão por dívidas trabalhistas; saiba mais

Lance inicial é de R$ 98.610.177

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 01/09/2021 às 16:30 | Atualizado em 01/09/2021 às 20:38
JC Imagem
Os lances devem ser feitos até às 9h do dia 23 de setembro. - FOTO: JC Imagem
Leitura:

A sede e o estádio do Náutico, na Avenida Rosa e Silva, no bairro dos Aflitos, Zona Norte do Recife, estão sendo leiloados, assim como outros três imóveis do Recife, na 11ª Semana Nacional da Execução Trabalhista. O leilão de prédios é realizado online, pelo Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT6).

Os lances já estão abertos e podem ser feitos a partir de R$ 98.610.177, um valor com 50% de desconto em cima do preço de avaliação do estádio, que é R$ 197.220.354. O prazo vai até às 9h do dia 23 de setembro, no site da Gracie Leilões (www.gracieleiloes.com.br).  

>> Jurídico do Santa Cruz suspende leilão do Arruda. Veja os valores negociados

O leilão tem o objetivo de solucionar processos em que os devedores não pagaram valores de causas trabalhistas, reconhecidos em juízo. A ação é feita em conjunto com a Justiça do Trabalho, que por meio da penhora de bens e audiências de conciliação, além dos leilões, tenta finalizar processos com dívidas trabalhistas.

De acordo com informações do repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, no caso do Náutico, a ação que originou à dívida que está levando o patrimônio alvirrubro a leilão é do lateral-esquerdo Panda, que sequer chegou a entrar em campo pelo Timbu. Ainda na gestão de Glauber Vasconcelos, o clube fez um pré-contrato com o jogador, mas não cumpriu. O valor inicial da ação era de R$ 150 mil, mas com o passar do tempo e a falta de pagamento, os juros elevaram esse valor para R$ 302 mil e atualmente este último valor já foi ultrapassado. Panda já tem causa ganha e o Náutico não tem mais recursos. Cabe ao clube apenas quitar a dívida para não perder a sede e o estádio. 

Além da sede do alvirrubro, que é o imóvel de destaque deste leilão, há ainda um prédio no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, um prédio no bairro da Torre e um apartamento no bairro do Parnamirim, ambos na Zona Norte. 

Confira valores e outros detalhes dos imóveis que estão sendo leiloados:

Clube Náutico Capibaribe (Avenida Rosa e Silva, 1086)
Lance inicial: R$ 98.610.177
Avaliação: R$ 197.220.354
Incremento Mínimo: R$ 50.000

Prédio na Imbiribeira (Avenida Gal. Mac Arthur, 13)
Lance inicial: R$ 9.600.000,00
Incremento Mínimo: R$ 50.000
Avaliação: R$ 12.000.000,00

Prédio na Torre (Praça Prof. Barreto Campello, 1169)
Lance inicial: R$ 450.000,00
Incremento Mínimo: R$ 5.000
Avaliação: R$ 900.000,00

Apartamento no Parnamirim (Rua Ferreira Lopes, 249)
Lance inicial: R$ 900.000
Incremento Mínimo: R$ 5.000,00
Avaliação: R$ 1.500.000

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias