Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

ELIMINATÓRIAS

Messi dá show, faz três gols na Bolívia, e supera Pelé na artilharia de seleções

Seleção Argentina fez festa pela conquista da Copa América com a torcida e massacra bolivianos por 3x0

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 09/09/2021 às 22:56
Notícia
JUAN IGNACIO RONCORONI / AFP
O argentino Lionel Messi (2-L) comemora com seus companheiros após marcar três gols contra a Bolívia durante a partida de futebol da América do Sul para a Copa do Mundo da FIFA Catar 2022 no Estádio Monumental em Buenos Aires. - FOTO: JUAN IGNACIO RONCORONI / AFP
Leitura:

O primeiro encontro da seleção da Argentina com seus torcedores após a conquista da Copa América, acabando com um jejum de 28 anos sem títulos, não poderia ser mais emocionante e histórica. Além da vitória pela 10ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar, a partida no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, nesta quinta-feira, vencida por 3x0, colocou Messi, autor de todos os gols, como o maior artilheiro de seleções da América do Sul, com 79 tentos, superando Pelé (77).

Messi parecia que estava adivinhando que seria uma noite inesquecível. Antes da bola rolar, os jogadores celebraram a conquista da Copa América apresentando a taça. O camisa 10 era o mais emocionado. Comemorou muito e não conseguiu segurar as lágrimas. Quando a bola rolou,  A Argentina fez valer o mando de campo e sufocou a defesa boliviana. E não demorou muito para que o talento de Messi fosse destacado. Aos 13 minutos, o craque recebeu a bola na entrada da área, deu um lindo drible e bateu colocado, sem defesa para o goleiro Lampe. Foi o gol de número 77 do camisa 10 pela seleção em partidas oficiais, igualando-se a Pelé.

Com a desvantagem, os bolivianos tentaram pelo menos ficar mais com a bola, mas a Argentina aumentou a pressão na saída de jogo. Com isso, a opção dos visitantes foi cometer faltas e dois cartões amarelos foram distribuídos.

Apesar do grande domínio, a Argentina só foi ter mais uma grande oportunidade, aos 42 minutos, em mais uma jogada de Messi. O meia tabelou com Di Maria e tocou colocado, mas a bola saiu por pouco. Com a facilidade para atuar, a seleção da casa perdeu a concentração e Vaca quase empatou aos 43, após desatenção de Otamendi e De Paul.

No segundo tempo, a superioridade argentina continuou, sempre com a organização de Messi. Com o apoio incondicional da torcida, o meia, após duas oportunidades, ampliou a vantagem aos 18 minutos, depois de bela tabela com Lautaro Martínez. Gol histórico: 79 pela seleção, o maior artilheiro por seleções da América do Sul. 

A partir daí, foi uma festa, com os torcedores argentinos gritando 'olé' a cada toque na bola e Messi sorrindo como jamais foi visto ao atuar pela seleção de seu país. Mas ainda havia tempo para o terceiro, aos 42, após rebote de Lampe.

Comentários

Últimas notícias