Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

The Best: Messi, Salah ou Lewandowski? quem será o melhor do mundo?

Atacantes de PSG, Liverpool e Bayern de Munique disputam o topo do futebol mundial

Victor Peixoto
Victor Peixoto
Publicado em 17/01/2022 às 13:17
DIVULGAÇÃO / FIFA
Premiação acontece nesta segunda-feira (17), em Zurique, na Suíça - FOTO: DIVULGAÇÃO / FIFA
Leitura:

Nesta segunda-feira (17), a Fifa elege o melhor jogador do mundo da temporada 2020/21 através do seu prêmio The Best.

Fifa The Best: relembre os últimos vencedores da premiação entregue nesta segunda-feira (17)

FIFA The Best: onde assistir ao vivo, horários e concorrentes ao prêmio de melhor jogador do mundo

A cerimônia que aconteceu remotamente em sua última edição devido à pandemia de covid-19, terá palco na sede da Fifa, em Zurique, e colocará três dos maiores atacantes do mundo na disputa. Lionel Messi, do PSG, Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, e Mohamed Salah são os finalistas, mas apenas um deles irá levar o belo troféu para casa.

Pensando nisso, a equipe do Blog do Torcedor fez um recorte do que foi a temporada passada de cada um dos três finalistas.

MESSI

Vencedor da Bola de Ouro, prêmio da France Football, que nunca divergiu do novo prêmio da Fifa, o argentino é o grande favorito a repetir o feito e conquistar o The Best, prêmio existente desde 2016 e que Messi só ganhou em uma única oportunidade, em 2019, ao bater o zagueiro Virgil van Dijk, do Liverpool e o seu rival Cristiano Ronaldo, à época na Juventus.

Embora o Barcelona tenha feito uma de suas piores temporadas na história recente, Messi obteve números expressivos e ainda ajudou o clube a conquistar o título da Copa do Rei, batendo o Athletic Bilbao na final.

Além disso, Messi foi artilheiro e líder de assistências na Copa América, tirando a Argentina de um jejum de 28 anos sem título ao bater o Brasil na final em pleno Maracanã. Se o desempenho na competição pesou para a France Football, deve pesar ainda mais para a Fifa.

CONFIRA OS NÚMEROS

JOGOS: 61

GOLS: 44

ASSISTÊNCIAS: 23

TÍTULOS: 2

LEWANDOWSKI

O polonês é o grande concorrente de Messi e a sua não premiação causou desconforto em vários torcedores pelo mundo. Vencedor do prêmio em 2019/20, superando o próprio Messi e também Cristiano Ronaldo, Lewandowski foi mais uma vez o grande nome do Bayern de Munique na última temporada.

O alemão superou o recorde histórico de Gerd Müller e se tornou o maior artilheiro de uma única edição de Bundesliga, marcando 41 gols em em 29 jogos. Marca que também lhe rendeu a Chuteira de Ouro do jornal francês L'Equipe.

Campeão do Campeonato Alemão, da Supercopa da Alemanha e da Supercopa da Uefa, Lewandowski não pode ajudar o Bayern contra o PSG, nas quartas-de-final da Champions League. Machucado, o camisa 9 não atuou e o clube acabou eliminado.

Pela Polônia, sob o comando de Paulo Sousa, não conseguiu passar sequer da fase de grupos da Euro, embora tenha marcado três gols.

CONFIRA OS NÚMEROS

JOGOS: 56

GOLS: 59

ASSISTÊNCIAS: 18

TÍTULOS: 3

SALAH

O egípcio é o mais improvável de conquistar o prêmio. Embora faça uma brilhante temporada em 2021/22 e seja considerado o melhor jogador do mundo até aqui, em 2020/21 passou longe de ter o mesmo desempenho, o que rendeu duras críticas dos torcedores nas redes sociais, que preferiam nomes como Kanté, Jorginho e Benzema.

Prejudicado por um Liverpool cheio de desfalques, não conquistou nenhum título e nem conseguiu brilhar durante a maior parte da temporada, embora tenha sido importante no crescimento final que salvou o time inglês de ficar de fora da Champions League. Também foi prejudicado por não ter uma competição de seleções para disputar no período, já que a Copa Africana de Nações teve que ser adiada devido à pandemia de covid-19.

Inclusive, é em função desta competição, que está em andamento no momento, que Salah sequer deve comparecer à cerimônia, o que o deixa ainda mais fora da disputa, devendo repetir o feito de 2018, quando ficou em terceiro, sendo superado pela dupla do Real Madrid, Cristiano Ronaldo e Modric, vencedor daquela edição.

CONFIRA OS NÚMEROS:

JOGOS: 59

GOLS: 33

ASSISTÊNCIAS: 10

TÍTULOS: 0

Comentários

Últimas notícias