Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

ASSUNÇÃO

Esposa de jogador paraguaio morre baleada em festival

No mesmo festival, a esposa de um jogador argentino foi baleada na perna

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 31/01/2022 às 16:26
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Aranda, esposa de Iván Torres, era modelo e levou um tiro na cabeça. - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

AFP

A esposa do jogador de futebol paraguaio Iván Torres e outra pessoa morreram durante um tiroteio em um festival de música na noite de domingo (30), que reuniu cerca de 7 mil pessoas em San Bernardino, a 48 quilômetros de Assunção, informou a polícia nesta segunda-feira (31).

>> Apresentador Léo Batista encontra esposa morta na piscina de casa

Quatro pessoas ficaram feridas no incidente. Entre os mortos está Cristina Aranda, 29 anos, esposa do jogador de futebol Iván Torres, do clube Olimpia. Aranda era modelo e levou um tiro na cabeça, confirmou o Hospital de Itauguá.

Xoana Barrientos, esposa do jogador argentino Víctor Salazar, 28 anos, zagueiro do Olimpia, levou um tiro na perna e está estável.

Tanto no perfil de Iván quanto no de Aranda no Instagram, foi publicado um comunicado informando detalhes do velório da modelo. 

O ministro do Interior, Arnaldo Giuzzio, disse aos jornalistas que "tudo indica que uma organização mafiosa não identificada aproveitou o festival para atacar um alvo", presumivelmente o líder de uma quadrilha rival da fronteira com o Brasil que estava no local.

Testemunhas disseram à imprensa local que o autor dos disparos rapidamente se misturou com as pessoas que correram para procurar a saída do local.

Um dos feridos, José Luis Bogado Quevedo, internado na unidade de terapia intensiva de um hospital particular de Assunção, tem mandado de prisão emitido pelo Brasil por tráfico de drogas.

A promotora do caso, Alicia Sapriza, disse que "segundo as investigações, Bogado Quevedo possivelmente era o alvo do atirador".

O Olimpia suspendeu os treinos desta segunda-feira em solidariedade aos colegas vítimas do evento.

Comentários

Últimas notícias