Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

PEQUIM 2022

De novo? Russa de 15 anos é pega no doping e pode perder medalha nos Jogos de Inverno

A Russia tem largo histórico de doping nos esportes de alto rendimento

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 11/02/2022 às 11:39
ANNE-CHRISTINE POUJOULAT / AFP
A russa Kamila Valieva, de 15 anos, é atleta da patinação artística - FOTO: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT / AFP
Leitura:

A jovem patinadora artística russa Kamila Valieva testou positivo no controle de doping no final de dezembro, antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim-2022. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (11) pela Agência Internacional de Testagem (ITA, na sigla em inglês), encarregada de controles antidoping.

A atleta de 15 anos testou positivo para a substância trimetazidina, um medicamento para angina proibido pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) desde 2014, durante o Campeonato Russo em São Petersburgo, explicou o ITA.

O resultado do controle foi conhecido no último dia 8. A agência antidoping russa (Rusada, na sigla em russo) suspendeu provisoriamente Valieva, que recorreu e conseguiu a liberação para treinar em Pequim.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) foi contra a decisão da agência russa e apelou à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), afirmando que "é necessária uma decisão antes de 15 de fevereiro", quando começa a competição individual feminina.

A equipe da atleta poderá perder a medalha de ouro da competição de patinação artística por equipes caso a apelação seja aceita pelo CAS. O ouro foi conquistado na última segunda-feira, um dia antes da divulgação do resultado do exame antidoping de Kamila.

Questionado na coletiva de imprensa do COI em Pequim, o porta-voz Mark Adams explicou que apesar do Comitê ter uma política 100% antidoping, trata-se de um assunto com "questões mais amplas, porque ela é menor de idade, então não podemos comunicá-las".

Kamila tem sido a nova sensação da patinação artística desde que chegou ao circuito sênior em 2021, reunindo sucessos em grandes prêmios. Durante a competição por equipes em Pequim, ela se tornou a primeira mulher a realizar saltos quádruplos nos Jogos Olímpicos de Inverno.

Comentários

Últimas notícias