Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

Fórmula 1

FÓRMULA 1: Leclerc bate Ferrari histórica em Mônaco e segue com "maldição" em casa

Piloto tem péssimas lembranças correndo em Mônaco

Victor Peixoto
Victor Peixoto
Publicado em 16/05/2022 às 9:31
CHANDAN KHANNA / AFP
Charles Leclerc, da Ferrari, é o líder do campeonato de pilotos da Fórmula 1 - FOTO: CHANDAN KHANNA / AFP
Leitura:

Parece que "maldição" de Charles Leclerc, da Ferrari, em Mônaco continue firme e forte. Monegasco, Leclerc têm péssimo histórico no traçado que percorre as ruas de Monte Carlo.

Neste domingo (15), o atual líder do campeonato de pilotos bateu a histórica Ferrari 312B3, utilizada pelo lendário Niki Lauda, tricampeão da Fórmula 1 nos anos 70 durante uma exibição no GP Histórico de Mônaco, uma corrida com carros clássicos da categoria.

Leclerc perdeu a traseira do carro durante a curva "La Rascasse" e acabou colidindo com a proteção do muro, danificando o carro que seria utilizado por Claudia Hurtgen na corrida que envolveria carros de 1973 a 1976.

Veja o momento da batida:

Leclerc justificou o erro alegando um problema nos pedais de freio.

"Quando você pensa que já teve todo o azar do mundo em Mônaco e perde os freios com um dos carros históricos mais icônicos da Ferrari na Fórmula 1", brincou Leclerc nas redes sociais após o acidente.

O azar em Mônaco

As corridas em casa são, normalmente, um momento de consagração para os pilotos. Ao lado da torcida, amigos e familiares, e, geralmente, com um traçado conhecido, a tendência é que quem corre em casa tenha um melhor desempenho.

Com Leclerc, no entanto, não é bem assim. Estreando na Fórmula 1 em 2018, pela Sauber, o monegasco foi apenas o 18° no seu primeiro GP de Mônaco na categoria, o segundo pior desempenho dele na temporada de estreia, onde pontuou em 10 das 21 corridas.

Na Ferrari, as expectativas subiram e as decepções foram ainda maiores, sem Leclerc conseguir, sequer completar uma corrida pela escuderia. Em 2019, largou apenas na 16ª posição e, após conseguir quatro ultrapassagens, acabou batendo em Hulkenberg e abandonando a corrida.

Em 2020, o GP foi cancelado devido à pandemia de covid-19 e Leclerc não teve a chance da redenção, que viria na classificação do GP de 2021. Com um tempo de volta espetacular, Leclerc superou VerstappenHamilton, que brigavam pelo título, e cravou a Pole Position.

No entanto, a "maldição" se fez mais presente do que nunca e, durante a volta de apresentação, a Ferrari de Leclerc apresentou problemas no câmbio e, sem conseguir dar potência ao carro, o monegasco foi forçado a abandonar a corrida antes mesmo da largada.

Próxima chance em Mônaco

Liderando o campeonato de 2022, Leclerc terá a chance "ideal" para superar os problemas em Mônaco ainda neste mês de maio, entre a sexta-feira, 27 e o domingo, 29, quando acontece o tradicional GP no principado. 

Mas, antes disso, Leclerc e os demais pilotos da Fórmula 1 correrão no GP da Espanha, neste próximo fim de semana, entre os dias 20 e 22.

Classificação Fórmula 1 

Campeonato de Pilotos

  1. Charles Leclerc (Ferrari) - 104 pontos
  2. Max Verstappen (Red Bull) - 85 pontos
  3. Sergio Pérez (Red Bull) - 66 pontos
  4. George Russell (Mercedes) - 59 pontos
  5. Carlos Sainz (Ferrari) - 53 pontos
  6. Lewis Hamilton (Mercedes) - 36 pontos
  7. Lando Norris (McLaren) - 35 pontos
  8. Valtteri Bottas (Alfa Romeo) - 30 pontos
  9. Esteban Ocon (Alpine) - 24 pontos
  10. Kevin Magnussen (Haas) - 15 pontos
  11. Daniel Ricciardo (McLaren) - 11 pontos
  12. Yuki Tsunoda (AlphaTauri) - 10 pontos
  13. Pierre Gasly (AlphaTauri) - 6 pontos
  14. Sebastian Vettel (Aston Martin) - 4 pontos
  15. Fernando Alonso (Alpine) - 4 pontos
  16. Alexander Albon (Williams) - 2 pontos
  17. Guanyu Zhou (Alfa Romeo) - 1 ponto
  18. Lance Stroll (Aston Martin) - 1 ponto
  19. Mick Schumacher (Haas) - 0 ponto
  20. Nico Hülkenberg (Reserva Aston Martin) - 0 ponto
  21. Nicholas Latifi (Williams) - 0 ponto

Campeonato de Construtores

  1. Ferrari - 157 pontos
  2. Red Bull - 151 pontos
  3. Mercedes - 95 pontos
  4. McLaren - 46 pontos
  5. Alfa Romeo - 31 pontos
  6. Alpine - 28 pontos
  7. AlphaTauri - 16 pontos
  8. Haas - 15 pontos
  9. Aston Martin - 5 pontos
  10. Williams - 2 pontos

Comentários

Últimas notícias