11
fev

Musculação atrapalha o crescimento dos adolescentes? Será?

11 / fev
Publicado por Luana Ponsoni às 15:17

Com a carga adequada, os exercícios de musculação até ajudam no crescimento dos jovens. Foto: shtterstock

 

Especialistas são praticamente unânimes ao afirmar que os exercício não interferem de forma determinante na estatura definida pela herança genética dos indivíduos.  Mas promovem a saúde necessária para um crescimento normal. Ainda assim, um mito muito forte ronda a prática da musculação por jovens e adolescentes. Muitos acreditam que esse público terá o desenvolvimento da altura limitado se for exposto ao treinamento de força. Estudos, porém, sinalizam justamente o contrário. Desde que bem orientados, os exercícios com sobrecarga não interferem na questão.

“É necessário ter um certo cuidado para não exagerar na sobrecarga. Principalmente, nos exercícios que forcem muito as articulações dos joelhos, cotovelos e ombros. Só aí pode atrapalhar essas epífases que têm picos de crescimento, onde há a mineralização óssea e isso tem de ter um certo cuidado. Por outro lado, uma intensidade ideal ajuda bastante no crescimento. Isso aí é um mito. Se bem acompanhada, a musculação é excelente para o crescimento dos jovens. Mal acompanhada é ruim para qualquer pessoa”

Ivan Xavier, personal trainer, especialista em treinamento de grupos especiais.

De acordo com o personal trainer, a idade ideal para começar a treinar musculação é a partir dos 12 anos. Antes disso, é provável que o jovem não tenha o aparelho locomotor com a maturidade adequada exigida pelos  exercícios com sobrecarga. Tampouco retaguarda hormonal para promover aumento da massa muscular.

 

Ivan Xavier é especialista no treinamento para grupos especiais, do qual os jovens fazem parte. Foto: Arquivo Pessoal

“A partir dos 12 anos, na puberdade, é a idade ideal para entrar em uma academia de ginástica. Porque é uma fase em que começam a ficar mais vaidosos. Têm o enriquecimento motor e a questão osteoarticular e muscular bem mais desenvolvidas. Já aceitam as sobrecargas, lógico, com o devido respeito à fisiologia da idade. Mas já aceitam melhor. É a fase mais adequada para entrar na academia. Não que as demais sejam proibidas, mas requerem um acompanhamento ainda mais específico”, explicou.

CUIDADOS

Apesar de liberados para os treinos de musculação com o devido acompanhamento profissional, os adolescentes não estão livres das avaliações médica e física. “Sem a avaliação física, por exemplo, um problema postural desconhecido pode ser agravado pelos exercícios ao invés de melhorado. Para descartar também problemas cardíacos. O início da adolescência até os 25 anos é uma fase mais perigosa para existir algum evento cardíaco. E dos 35/40 anos. Então, é necessário ter esses cuidados”, finalizou Ivan.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Veja também